Na última terça-feira, 02 de maio, a FOX transmitiu o episódio inédito "Convergency" - o quinto capítulo da quinta temporada de 'Prison Break' - onde Michael Scofield (Wentworth Miller) em fim começou a fazer revelações sobre seu passado, de quando estava "morto" para sua família e amigos. O personagem explicou de que maneira foi recrutado por Poseidon, e quando decidiu fazer um pacto com ele.

Nota: o artigo pode conter spoiler.

Fato que aguçou mais ainda a curiosidade dos fãs de descobrir quem está por trás do codinome Poseidon. Este episódio trabalhou para limpar a barra de #Jacob Ness (Mark Feurestein), o atual marido de Sara Tancredi (Sarah Wayne Callies).

Publicidade
Publicidade

Acontece que o público simplesmente não acredita na aparência de "bom moço" do rapaz.

Nos episódios anteriores diversos indícios apontavam para que Jacob fosse Poseidon, ou que, no mínimo, trabalhasse para ele. No capítulo de abertura os agentes A&W e Van Gogh invadiram a casa de Sarah e atiraram na perna de Jacob, deixando-o vivo mesmo após o personagem ter visto o rosto dos agressores. O que sugere uma jogada de mestre para manter o disfarce perfeito.

Na semana seguinte, Jacob começou a denegrir discretamente a imagem de Michael Scofield para Sara. Depois o celular de Sara foi hackeado pelos agentes de Poseidon, e a personagem foi até um técnico descobrir quem estava por trás disso. Misteriosamente Jacob sabia onde Sara tinha levado o smatphone sem que ela tivesse dito.

E finalmente em "The Prisioner's Dilemma", T-Bag flagrou Jacob conversando bem amistosamente com A&W e Van Gogh.

Publicidade

Na realidade, ele parecia irritado com os dois.

Acontece que em "Convergency", Jacob pareceu um marido desesperado pela segurança da esposa. Afirmou ter hackeado o celular da amada, oferecido dinheiro aos agentes, conversado com a polícia, e tudo parecia se encaixar, já que ele conseguiu provar tudo que dizia.

Então, por que ele ainda parece suspeito? No final do quinto episódio, Jacob afirmou que em conjunto com a polícia conseguiu prender A&W e Van Gogh. No entanto, um infiltrado de Poseidon seria inteligente o suficiente para esquematizar um álibi. E nada seria mais convincente para Sara que um marido preocupado com sua segurança.

Prova disso é que os dois agressores que foram detidos já estão soltos na prévia do sexto episódio "Phaecia", e estão com ordens expressas para localizar e assassinar Michael Scofield, assim que é descoberto que Michael conseguiu escapar de Ogygia. Ou seja, tudo que ocorreu com Jacob, Sara, A&W e Van Gogh em 'Convergency' pode ter sido pura fachada. #Seriados #PrisonBreak