Nego do Borel é um dos artistas mais conhecidos do Brasil. O funkeiro para chegar ao patamar de hoje, certamente, passou por grandes dificuldades, especialmente na adolescência. O profissional da #Música está escalado para ser um dos participantes de um programa que promete marcar o coração de muita gente, o remake do humorístico Os Trapalhões, que será exibido pela Rede Globo de Televisão.

Segundo informações do site RD1, em reportagem publicada nesta sexta-feira (12), a atração está prevista apenas para o segundo semestre deste ano. Em recente entrevista, no entanto, Borel lembrou que nem sempre as coisas foram fáceis e que ele chegou a pertencer, inclusive, ao tráfico de drogas.

Publicidade
Publicidade

De acordo com o que o funkeiro disse em entrevista dada à rádio FM O Dia, do Rio de Janeiro, o tráfico não quis o levar, mas sim as circunstâncias da vida. Ele lembra que ficou morando na comunidade carente do Borel por 20 anos e que sua família não tinha condições financeiras muito boas.

Segundo o artista, a quantia de dinheiro dos seus entes queridos era tão pouca que ele não tinha nem mesmo para o básico, como comprar um tênis ou roupa. Isso o levando a uma decisão muito ruim em sua vida. O cantor lembra que logo parou de estudar e que teve que conviver com a labuta desde cedo para ajudar a família a sobreviver.

"O jovem que fica na comunidade sem fazer nada vê aquilo ali [tráfico], dinheiro fácil, mulheres […], aí o tráfico chama”, disse o artista na entrevista reveladora que deu à rádio carioca.

Publicidade

MC Nego do Borel, que chegou a fazer uma participação na novela Malhação, da Globo, garante que o mais difícil não é nem entrar no tráfico de drogas, mas, sim, sair dele.

De acordo com o profissional da música, as quadrilhas criminosas funcionam como verdadeiros exércitos e que os seus participantes usam drogas para ficarem acordados e se manterem longe da polícia.

O artista ainda lamenta o fato de que muitas pessoas que conheceu acabaram perdendo a sua vida por conta desse tipo de crime. Borel disse que trabalhou com seis rapazes no tráfico de drogas e que todos eles faleceram.

O cantor conta que foi ao enterro de todos eles. Por sorte e com a ajuda de Deus, o artista disse que chegou até a experimentar drogas, como a maconha, mas que conseguiu se livrar dela. Ele ainda lamentou ao fato de ter perdido tanta gente próxima diante dessa difícil batalha.

Veja abaixo a entrevista completa com o cantor que causou grande repercussão em todo o país. #NegoDoBorel #Famosos