Famoso por ter interpretado o agente britânico nos cinemas, elevado à categoria de "Sir", Roger Moore perdeu a batalha contra o câncer, no país onde fazia tratamento.

Seus filhos publicaram a seguinte nota em seu Twitter oficial:

"Foi com o coração pesado que anunciamos que nosso querido pai, Sir #Roger Moore, morreu na Suíça depois de uma batalha curta, mas corajosa, com um câncer. O amor com o qual ele estava cercado nos seus últimos dias era tão grande que não pode ser quantificado apenas com palavras."

O ator tinha 89 anos.

Moore foi o terceiro ator a interpretar o famoso agente 007 das telas, após atuação de Sean Connery e um filme do australiano George Lazenby.

Publicidade
Publicidade

Foi o escolhido, após a "aposentadoria" de Sean Connery na franquia, quando os produtores o viram atuar como Simon Templar, na série " The Saint ", "O Santo". Seu primeiro filme como o charmoso e mulherengo espião foi "Live and Let Die" - "Com #James Bond, Viva e Deixe Morrer", cuja trilha sonora fora composta pelo ex-beatle Paul McCartney, e regravada com sucesso anos depois pelo conjunto de rock "Guns 'n' Roses.

É no primeiro filme de Moore como #007 que tem outra cena marcante: a de James Bond colocando flores no túmulo de sua esposa. Bond casou-se com a condessa Tracy no filme "On Her Majesty's Secret Service", na única interpretação de George Lazenby.

Roger Moore fez sete filmes como 007, e um dos mais vistos, considerado um blockbuster foi "The Spy Who Love Me", em 1977. No Brasil, "O Espião Que Me Amava", com marcante trilha sonora cuja canção "Nobody Does It Better", na interpretação de Carly Simon fez um estrondoso sucesso.

Publicidade

Nesse filme, tem a famosa cena em que 007 cai de esquis num penhasco e, em seguida, aciona um paraquedas da bandeira do Reino Unido.

Sua última interpretação como o agente secreto foi no filme "A View to a Kill" - no Brasil, "007 Na Mira Dos Assassinos", - em 1985. Moore já tinha 57 anos, idade considerada alta para interpretar o agente, e o próprio considera este o filme que menos o agradou. Essa também foi a última participação da atriz Louis Maxwell como Moneypenny, secretária do chefe "M".

Após a saída de Roger Moore, Timothy Dalton passou a interpretar James Bond em 1987, fazendo um agente mais sombrio.

Desde 1991, trabalhava como embaixador do UNICEF, e em 1999 foi condecorado Cavaleiro do Império Britânico por grandes serviços prestados ao Reino Unido. O último filme em que atuou foi "Here Comes Peter Cottontail: The movie", em 2005.

Seu funeral, de acordo com a vontade da família, será realizado em Mônaco. Moore deixará saudades com a interpretação do 007 mais bem-humorado da franquia.