Muita gente ainda duvida do poder da #depressão na vida do ser humano. Ainda chega a fazer chacota dizendo que a doença, sim, doença, seria uma frescura. Mal sabem que num estágio profundo a depressão pode ser um estopim, por exemplo, para o suicídio. A depressão pode ser desencadeada por um desequilíbrio químico no organismo ou até mesmo por um grande problema na vida do indivíduo, por exemplo, neste caso, uma doença grave, o câncer.

Muitos se perguntavam por onde andava a talentosa atriz, filha de pais famosos, a atriz #Marieta Severo e o cantor e compositor Chico Buarque de Hollanda, #Silvia Buarque de Hollanda.

Então todos foram surpreendidos com a notícia de que a atriz enfrentava, além de um câncer, uma depressão muito séria, exigindo, por exemplo, uma internação de urgência no último sábado, 13, na Clínica São Vicente, localizada no bairro rico da Gávea, Zona Sul da Cidade do Rio de Janeiro.

Publicidade
Publicidade

Segundo o colunista Leo Dias, do jornal O Dia, que divulgou a notícia, Silvia Buarque enfrenta um quadro profundo de depressão. Leo também disse que ela chegou à clínica com ferimentos no corpo, mas não deu detalhes da origem dos ferimentos. Infelizmente, a internet já especulou que Silvia tentara se ferir propositalmente, mas isso não pode ser levantado como informação oficial, já que ela também passa por um tratamento de câncer que pode causar feridas ao longo do corpo. Medicamentos, aliás, que estão dando resultado no tratamento da doença, e esta é a boa notícia que envolve a atriz.

Silvia Buarque de Hollanda é casada com o ator de cinema Chico Diaz e tem uma menina de 12 anos. Um de seus últimos trabalhos que o público pôde apreciar foi no filme "Reza a Lenda". A atriz representou Ellis Maria (Maria-Breteira).

O que é depressão?

Apesar de ser considerada um distúrbio psicológico que tem cada vez mais assolando pessoas no planeta, no sentido patológico, apresenta-se por um desequilíbrio químico.

Publicidade

A depressão tem dentre seus sintoma a presença de uma tristeza profunda, um pessimismo ao se tratar problemas e situações cotidianas e a baixa autoestima. Todos os sintomas podem estar combinados na mesma pessoa, o que agrava o quadro, podendo como consequência levar a morte, seja por suicídio ou até por falta de alimentação adequada.

De forma científica, quando o cérebro do indivíduo apresenta baixo níveis serotonina, noradrenalina e dopamina, a tendência é que a sensação do indivíduo seja ficar deprimido e apresentar estes sintomas da doença. Esses hormônios são responsáveis pelas conexões químicas no cérebro.