Nessa semana, um nome do jornalismo entrou em evidência e, infelizmente, o motivo não foi dos melhores. Marcelo Rezende, apresentador do 'Cidade Alerta', da #Record TV confessou durante o 'Domingo Espetacular' que está com um câncer gravíssimo. A doença começou no pâncreas do apresentador e, em seguida, acabou partindo para o seu fígado.

Nesta segunda-feira (15), um dia após a emocionante entrevista, a Record decidiu o que fará com Marcelo Rezende e como tratará o assunto. Diferentemente do que costuma fazer em muitas reportagens e, para a surpresa de muitos telespectadores, o canal usará o chamado 'Sensacionalismo Moderado' para tratar essa temática.

Publicidade
Publicidade

A informação foi dada pelo jornalista Daniel Castro, do 'Notícias da TV', um dos que adiantou que a doença do famoso era mesmo um câncer.

Decisão para proteger

A postura que a Record toma é bem diferente ao que já aconteceu antes e partiu de um dos todos poderosos do canal, Douglas Tavolaro, vice-presidente de jornalismo da emissora. Com isso, nenhum dos programas da emissora foi autorizado a transmitir novamente a entrevista com Rezende. Jornalísticos matinais, como o 'Fala Brasil' e o 'Balanço Geral SP' mostraram o conteúdo. O mesmo veto se estendeu para outras atrações da casa. Ninguém tem autorização de fazer drama com o tema. No máximo, apresentadores e amigos podem mandar mensagens de cunho pessoal desejando força ao comunicador.

A decisão serve para proteger o comunicador, que diz não estar tão abalado diante desse assunto.

Publicidade

Ele contou que tem certeza que irá viver e que é um homem de grande fé. Rezende está tendo o apoio dos cinco filhos, frutos de cinco casamentos. Ele já começou o tratamento de quimioterapia, que está sendo realizado no Hospital Albert Einstein, no estado de São Paulo.

Não era assim no passado

O que a Record fez com Marcelo - caso cumprir - será uma raridade. É bom lembrar o que houve com a apresentadora Ana Hickmann foi diversas vezes repetido pelo canal. A entrevista dela, dando detalhes chocantes e dizendo o que o sequestrador fez com ela foi vista, mais uma vez, em vários programas.

O mesmo aconteceu quando a presidiária mais famosa do país, Suzane von Richtofen, deu uma entrevista ao apresentador Augusto Liberato. A conversa dos dois marcava a volta do comunicador à Record e em novo horário. O papo na cadeia, recheado de polêmicas, bateu recordes de audiência na cidade de São Paulo. A região é a mais importante para a publicidade brasileira.