#Ezel, começou com pouco entusiasmo na Band, mas acabou conquistando seu público. Criticado pelas pessoas mais sensíveis e que desconhecem que Ezel, não é uma novela, mas uma série policial, a trama se manteve firme na emissora, apesar das críticas.

Apesar de alguns cortes em cenas mais pesadas, Ezel chega ao fim nos próximos dias, totalizando 170 capítulos. Originalmente, a ‘novela’ da Band, é uma série policial turca dividida em duas temporadas. Para ganhar formato de novela, a emissora exibiu as duas temporadas juntas, sem interrupção.

Em uma história de constante vingança, várias mortes marcaram as duas últimas semanas da novela.

Publicidade
Publicidade

Nessa terça-feira, 9, Eysan matará Serdar e depois tentará cometer suicídio, mas será impedida por Kenan. Ali e Tefo vão se encarregar de sumir com o corpo do idoso.

No decorrer da semana, os amigos de Ezel: Ramiz, Ali e cia, se unem e matam o braço direito de Kenan, o que vai gerar mais vingança na trama. Já no sábado, 13, Ezel irá propor para Cengiz que eles se unam para assassinar Yussuf.

Em uma cena que foi criticada por alguns brasileiros que ainda estranham a temática da série com o nome de novela, ocorre uma grande matança entre os personagens, em um acerto de contas. As imagens, entretanto, não devem ir ao ar no Brasil, como foi na versão original.

Segue abaixo a cena do principal embate na reta final da novela Ezel:

Além destes, outros personagens morrerão até os créditos finais da novela.

Publicidade

Muitos telespectadores, que esperam pelo ‘felizes para sempre’, típico das tramas brasileiras, ficarão frustrados com o que foi definido pelo autor.

O desfecho clichê, da família feliz onde tudo dá certo, começou a ser removido já das novelas e séries mexicanas e americanas e logo outros países também adotaram esse formato, que se torna mais realista e envolvente, deixando sempre em dúvida o que realmente irá acontecer.

Nos Estados Unidos, a trama El Rostro de la Venganza contou com o assassinato de mais de dez personagens até o seu desfecho, que não foi feliz, mas foi o mais provável, com o que sobrou do elenco. A novela foi aplaudida pelos americanos, que gostam desse formato, mas no Brasil, seus direitos de exibição nem foram vendidos, por conta do público que exige felicidade em cada trama.

Ezel, deve gerar uma onda de críticas, logo após a exibição de seu último capítulo. A sua substituta é Amor Proibido, que ganhou versão mexicana e que fez muito sucesso em todo o mundo. #Final de Ezel #Novelas