Os autores de minisséries e #Novelas tentam ao máximo retratar a realidade dos dias atuais nas suas obras. Muitos vão mais longe e buscam no passado a inspiração para escrever um romance a altura do seu público.

Atualmente, o telespectador tem duas obras que contam um pouco da história do Brasil. A primeira é a novela das seis "Novo Mundo", na qual acompanha a vida de Dom Pedro I e sua esposa Leopoldina em um período pré-independência. A outra é a minissérie "Os Dias Eram Assim", que retrata o Brasil na época da ditadura. Confira outras obras inspiradas e baseadas em fatos históricos:

Liberdade, Liberdade

A novela ‘’Liberdade, Liberdade’’ foi inspirada no livro ‘’Joaquina, Filha do Tiradentes’‘ e retrata a Inconfidência Mineira, contando uma história fictícia sobre Joaquina, suposta descendente de Tiradentes, filha que segue a luta do pai e deseja a abolição da escravatura.

Publicidade
Publicidade

A Casa das Sete Mulheres

A história da minissérie é contada a partir de 1835, quando foi dado o início da Revolução Farroupilha – movimento separatista anti-imperial ocorrido na então província do Rio Grande. Na trama, mistura-se fatos reais com fictícios e demonstra todo o poder feminino.

Terra Nostra

Nesta trama foi contada a imigração italiana para o Brasil no início do século 20. Como a maioria das novelas, havia o fundo histórico e os romances fictícios, como o de Giuliana Splendore e Matteo Battistella, vividos por Ana Paula Arósio e Thiago Lacerda, que vieram juntos da Itália, se apaixonaram e se perderam na chegada ao Brasil.

Lado a Lado

A história da novela se passa no início do século 20, no período posterior à abolição da escravidão e proclamação da República. Conta um pouco da luta dos negros para encontrar o seu lugar na sociedade brasileira, das mulheres e das pessoas desprovidas de dinheiro que buscavam por igualdade e respeito.

Publicidade

Anos Rebeldes

Uma obra de Gilberto Braga inspirada nos livros "1968 – O Ano que Não Terminou", de Zuenir Ventura e "Os Carbonários", de Alfredo Sirkis. Conta a história do Brasil durante a ditadura, onde jovens lutam por seus ideais ao mesmo tempo em que querem viver seus amores.

Cidadão Brasileiro

A novela da Record conta a história do protagonista Antônio Maciel desde 1928, quando ele nasceu, até o fim de sua vida. Durante a sua trajetória, ele trabalhou em lavouras, ajudou a criar Brasília, conheceu o movimento hippie, além de presenciar os horrores da ditadura. O personagem era fictício, mas a obra contava vários fatos históricos em meio a trama.

Amor e Revolução

Em 2006, o SBT apresentou uma história estilo Romeu e Julieta, que se passava na época da ditadura. A história fictícia era de um casal apaixonado: Maria Paixão e José Guerra, uma guerrilheira e um militar.

JK

A minissérie ‘’JK’’ é baseada na trajetória de Juscelino Kubitschek, contando fatos de sua vida pessoal e política.

Publicidade

A história começa com Juscelino menino, jovem, vivido por Wagner Moura e depois o presidente, vivido por José Wilker. Além da vida pessoal, mostra todo o desenvolvimento e criação de Brasília até a reclusão e morte de JK. #Televisão #Liberdade Liberdade