#Dudu Camargo continua no centro de todas as atenções, tendo dado um selinho na boca, ao vivo, dessa vez em um homem. Tal como informa o site “TV Foco”, nessa sexta-feira, dia 23 de junho, o jovem jornalista conversou muito abertamente com o apresentador Emílio Surita, no “Pânico na Rádio”, aceitando dar um “selinho” ao experiente comunicador, que pretendia provar ao vivo que não é por esse beijo que ele se torna homossexual. “Quero ver vocês me chamarem de viado agora, cambada de vagabundo”, afirmou, de forma muito animada, Emílio Surita, que tentou ao máximo deixar o jornalista confortável.

Tem sido uns dias muito polêmicos para a imagem pública de Dudu Camargo, sobretudo depois de ter sido humilhado e levado vários foras no “Programa do Silvio Santos”, da atriz Maisa.

Publicidade
Publicidade

Além disso, Dudu viu seu nome ser associado a um alegado abuso sexual, depois do seu suposto ex-namorado, um jovem estudante, ter garantido publicamente que eles tinham estado em um relacionamento homossexual.

Tentando ao máximo proteger sua imagem, o jornalista do #SBT já garantiu que vai processar o jovem pelas suas difamações, afirmando novamente que ele costumava dar “selinhos”, mas que isso não significa que ele deixa de ser heterossexual. Como garante o site “TV Foco”, Emílio Surita também não parece ter qualquer tipo de problema com um alegado passado de “selinhos” de Dudu Camargo, tendo concordado com a maioria das explicações que o jovem deu perante essas duas polêmicas que estão incendiando as redes sociais.

De relembrar que, ao contrário do que aconteceu com a “confissão” do seu alegado ex-namorado, Dudu Camargo já afirmou que não ficou perturbado ou magoada pelos foras de #Maisa Silva, afirmando que essa polêmica no SBT acabou até sendo bastante positiva para a sua popularidade e visibilidade.

Publicidade

Em uma entrevista recente à jornalista Sônia Abrão que, curiosamente ou não também o beijou na boca ao vivo, Dudu confessou que sente que, com todo esse impacto, mais pessoas vão ter a curiosidade necessária para verem o seu trabalho pela primeira vez, permitindo dessa forma que suas audiências possam subir.

Por diversas vezes, Maisa, que também foi muito atacada pela forma como detonou o jornalista, veio a público garantir que apenas tomou aquela atitude para mostrar que as mulheres não são obrigadas a fazer nada que não queiram, nem mesmo depois de estarem sendo pressionadas por duas pessoas mais velhas, sendo uma delas o patrão.