Nesta época do ano, é muito comum os estados brasileiros fazerem festas para comemorar o mês junino. Porém, com o rítmo sertanejo em alta no país, alguns cantores nordestinos acabaram perdendo espaço nas festas tradicionais de São João.

Alguns cantores decidiram se posicionar contra a presença da música sertaneja nas festas juninas. Em um show em Recife, onde vários cantores se reuniram para celebrar o mês festivo, a cantora Elba Ramalho fez um apelo para que os cantores de forró não perdessem espaço para os sertanejos.

Os sertanejos, por sua vez, não deixaram barato, Marília Mendonça soube do caso e tratou de defender seu estilo musical. “Vai ter sertanejo sim, porque quem nos quer aqui são vocês, nosso público.

Publicidade
Publicidade

Sei que o público gosta de música boa, não importa o estilo. Então, meu muito obrigada”, retrucou a cantora.

A "briga" entre cantores acabou tomando grande proporção. Até mesmo Alcymar Monteiro, conhecido como o Rei do Forró, interveio a favor dos forrozeiros. Alcymar enviou um áudio para um grupo fechado em que faz várias críticas contra a cantora #Marília Mendonça e ao sertanejo, de maneira geral. “Essa pessoa não tem autonomia para falar nenhuma palavra em nossa cidade. Como ela chega aqui e fala que o lugar é lugar de sertanejo. O que ela faz é um breganejo horroroso para cachaceiro, uma porcaria, para pessoas que não tem identidade”.

Não satisfeito, Alcymar falou que a cantora deveria voltar para Goiás, onde iniciou a carreira. “Não vem cantar de galo aqui não, quem canta de galo é galo e não galinha, galinha aqui não canta”, disse. Ele ainda disse que a música dela é horrorosa e que não vale nada.

O áudio do Rei do Forró viralizou nas redes sociais e chamou a atenção do público em geral.

Publicidade

"Tem espaço para todos os rítmos musicais no país, e esse senhor vem brigar por nada”, “Já vivemos em uma época complicada para ter guerra até na música”, disseram alguns internautas.

Com toda essa confusão, o cantor foi chamado de machista por seguidores. Nesta terça-feira 13, ele usou sua conta na rede social para explicar sua fala. Ele admitiu que o áudio era dele mesmo, mas disse que suas falas foram distorcidas. “Em momento algum eu fui machista, abomino quem faz isso. Eu sou um homem feminista”.

Alcymar disse que sua fala é um ditado popular da sua terra. “Quem convive comigo sabe que jamais em minha vida falei algo para ofender alguém. As pessoas ouviram o áudio e tiraram suas próprias conclusões sobre o fato", disse o cantor em sua defesa. #festa junina #Rei do Forro