Há alguns anos, a apresentadora, atriz e ex-modelo, #Luiza Brunet concedeu uma entrevista e falou como estava feliz casada com o empresário Lírio Pariotto. Porém, há um ano, as coisas mudaram de figura. A ex-modelo foi a público e disse que havia sido vítima de violência doméstica. Luíza buscou seus direitos na Justiça e conseguiu que o marido fosse penalizado pela #agressão. Como se já não bastassem todos esses problemas, Luíza, agora, está recebendo críticas de internautas que estão a acusando de tirar proveito da situação.

Na época da agressão, ela deu um tremendo susto em seus fãs, pois apareceu na mídia com o rosto roxo, inchado e com as costelas quebradas.

Publicidade
Publicidade

Na época, o casal morava em Nova York. Eles não eram casados legalmente, mas tinham uma relação estável.

Luíza exigiu que a Justiça agisse para a sua proteção. Peritos examinaram as lesões e confirmaram as agressões. Assim, o empresário foi julgado de acordo com a #LEI MARIA DA PENHA, que protege as mulheres contra todo o tipo de violência doméstica. O empresário foi condenado a um ano em regime aberto. Os advogados do empresário vão recorrer da sentença.

Em sua defesa, o empresário disse que agiu em legítima defesa e que não tinha a intenção de machucá-la. mas ele também havia apanhado dela.

Após sair na mídia a decisão da juíza Elaine Cristina, a apresentadora foi criticada por alguns internautas. Luiza não aguentou a pressão e usou as redes sociais para desabafar. Ela destacou que uma internauta a ofendeu e disse que a atriz está sendo oportunista.

Publicidade

“Ela só quer uma aposentadoria bilionária nas costas do Lírio”. Luiza falou sobre essa internauta, porém, foram vários que fizeram ataques a ela.

Mas isso não foi o suficiente para calar a ex-modelo. “A Justiça foi feita, eu abracei a causa, vou continuar enfrentando sempre a violência contra mulheres”, disse. Ela falou ainda sobre tomar providências contra as agressões virtuais, dos insultos machistas e da difamação.

Brunet pede para as mulheres se unirem e não se calarem em meio a situações como essas. “Não é junto nós mulheres termos que sofrer em silêncio, com pessoas machistas e debochadas como essa internauta, talvez, ela nunca tenha passado por um caso desse”, disse.

Luíza encerrou seu discurso dizendo que seu caso foi a prova de que a Lei Maria da Penha está, de fato, do lado das mulheres. “Vale sim a pena nós mulheres fazermos denúncias. Não há dinheiro que pague uma vida e a liberdade”, finalizou.