Luíz Datena é considerado um dos principais apresentadores brasileiros, e está à frente do #brasil urgente, também considerado uma das atrações mais importantes do jornalismo nacional. No entanto, o #Jornalista acabou criticando um importante nome da Rede Record, a principal concorrente da TV Bandeirantes, e com quem Datena trabalhou por anos.

O comentário foi desferido a Douglas Tavolaro, um dos nomes mais poderosos do jornalismo na emissora de Edir Macedo. Tavolaro foi chefe de Datena quando o apresentador ainda era contratado da Rede Record.

No momento da crítica, o apresentador do Brasil Urgente estava ao vivo, e comentava sobre o grampo realizado pela Polícia Federal, e que flagrou Tavolaro numa conversa com Aécio Neves, negociando uma entrevista com Michel Temer em troca de patrocínio da Caixa Econômica Federal.

Publicidade
Publicidade

Depois da divulgação da conversa, Datena não se conteve e disse que o ex-chefe não valia nada, e que não tinha caráter nenhum.

Furioso, o jornalista também disse que não coloca a mão no fogo por Tavolaro, e que precisava ser sincero com o seu público, expressando que o ex-colega de emissora talvez não seja tão honesto quanto aparenta.

Douglas não é somente um renomado jornalista dentro da emissora, como também é sobrinho e conselheiro direto do Bispo Edir Macedo. Rumores alegam que ele é uma das poucas pessoas a tratar diretamente com o Bispo dentro da emissora.

Relação conturbada marca convivência de Datena com o jornalismo da Record

Se hoje José #Luíz Datena parece à vontade à frente de seu programa, nem sempre foi assim. Ao receber uma proposta da Rede Record, o jornalista despediu-se da Bandeirantes, e se aventurou pela emissora de Edir Macedo.

Publicidade

Pouco tempo depois, no entanto, o apresentador veio a se desentender com a emissora, e preferiu pagar uma multa milionária para se desvincular, e quebrar o contrato.

Assim, ele voltou a procurar um lugar na Bandeirantes, que o aceitou prontamente, e com quem ele continua até hoje. A estimativa é de que a multa rescisória tenha sido algo em torno de 50 milhões de reais, e Datena não passou sequer 3 meses na emissora do Bispo.

Não se sabe ao certo o que motivou a saída tão rápida, mas existem informações que dizem que Datena não aguentava a pressão por audiência e a censura de algumas matérias, ou ainda o fato de ser terminantemente proibido de dar entrevistas para outros veículos.

O apresentador do Brasil Urgente não é o primeiro a se desentender com o vice-presidente do jornalismo da Record. Paulo Henrique Amorim, um dos grandes nomes do jornalismo, também teve desentendimentos com o chefe, e esse é um dos motivos que levou a criação de boatos que diziam que Amorim seria demitido.

Essa semana, no entanto, a Record renovou o contrato com o jornalista por mais 4 anos.