Que as mulheres brasileiras passam às vezes por momentos ruins diante do contexto machista e patriarcal que envolve o país e suas instituições, disso ninguém mais tem dúvida. O dito sexo frágil, que de frágil no dia a dia não tem nada, ganha muitas vezes um salário menor do que os trabalhadores homens e ainda sofre a violência doméstica, que em algumas situações extremas acaba provocando a humilhação e até mesmo a morte de representantes do sexo feminino.

Infelizmente, mesmo homens famosos e amplamente reconhecidos na sociedade em que estão inseridos, leviana ou inconscientemente, não se sabe ao certo, assumem o ranço do preconceito e de que tudo podem quando o assunto é expor uma #Mulher ao ridículo, como se ela fosse um ser inferior.

Publicidade
Publicidade

Foi exatamente isto o que aconteceu no último dia 25 de junho, domingo, no programa esportivo “Terceiro Tempo” da emissora “#Band”, em que a talentosa e linda, diga-se de passagem, apresentadora esportiva Larissa Erthal foi literalmente submetida a uma terrível saia justa pelo veterano colega de televisão, o mineiro Milton Neves.

Aliás, não é de hoje que os comentários agressivos, cheios de ser o dono da verdade e que magoam as pessoas, funcionam como um dos principais cartões de apresentação de Milton, que ao longo de sua vida profissional conseguiu a façanha de conquistar um sem número de desafetos e inimigos, inclusive dentro da própria emissora em que ele atua.

Por outro lado, os telespectadores que fizeram uso de olhar mais atento, puderam perceber que as piadas de mau gosto do âncora esportivo estavam cada vez mais exageradas na noite de domingo, aumentando a tensão desagradável no ambiente de trabalho e, com isso, provocando a saída do palco de Larissa por algum tempo, pois nem ela estava suportando mais o comportamento falastrão do veterano.

Publicidade

Obviamente que o “escolado” Milton Neves tratou logo de insistir que a moça aceitasse o seu pedido de desculpas, mas o estrago já tinha acontecido em cadeia nacional, indo parar direto nos televisores de milhões de brasileiros.

Flávio Ricco, que é jornalista e colunista atuante sobre personalidades de destaque e outros famosos, fez questão de veicular as informações acima e ainda reforçou que coisas desse tipo são também estimuladas porque a Band não está nem aí por tratar com qualidade o seu #Esporte, ou seja, tudo na casa que se refere ao segmento em questão, está uma verdadeira bagunça, começando pelo respeito mútuo entre os colegas de trabalho.