O ator global Bruno Gagliasso causou polêmica e virou assunto nas redes sociais no sábado (3), durante o #UFC 212, disputado na Arena Jeunesse, na Barra da Tijuca, no Rio de Janeiro.

Gagliasso era uma das 20 mil pessoas que acompanharam o evento de lutas inloco. Na verdade, o ator acompanharia. Mas, quando chegou à área vip próxima ao octógono, ele se deparou com o deputado federal Jair Bolsonaro (PSC-RJ) e decidiu ir embora para casa.

Minutos depois de deixar a Arena Jeunesse, Gagliasso postou uma mensagem nas redes sociais. “Já nos meus aposentos, na frente da TV e bem longe do Bolsonaro”, afirmou.

Diversos seguidores de Bolsonaro comentaram a publicação de Gagliasso e fizeram muitas críticas ao ator.

Publicidade
Publicidade

“Bolsonaro nem liga pra você”, comentou uma internauta. “Manda o @brunogagliasso ir lá beijar atores contra a homofobia e votar em partido que lambe bolas de ditador”, continuou.

“Ninguém liga pra ele. Esses artistas brasileiros são uma vergonha”, afirmou um seguidor de Bolsonaro. “O medo da Globo e dos globais é o Bolsonaro. Será por que a Globo é a maior devedora do BNDES e será cobrada por ele?”, comentou mais um.

“Como o cara vai ensinar a filha conviver com as diferenças se ele mesmo nem sequer se senta ao lado da pessoa”, cutucou outra internauta. “Que feio Gagliasso, ou melhor, gravíssimo comentário. Um ator, um sujeito da mídia, feliz com censura explícita”, disse mais um.

Confusão

#bruno gagliasso e sua esposa, a atriz Giovanna Ewbank, chegaram aos seus assentos e perceberam que na cadeira ao lado estava sentado o pré-candidato à presidência da República, #Jair Bolsonaro.

Publicidade

Bolsonaro era bastante assediado e posava para fotos ao lado de fãs.

Gagliasso e sua esposa se recusaram a sentar no local. Como forma de protesto, os dois atores globais deixaram a Arena Jeunesse e foram assistir ao restante das lutas em casa.

Com a saída, perderam as três principais luta da noite: Vitor Belfort x Nate Marquardt; Cláudia Gadelha x Karolina Kowalkiewicz e José Aldo x Max Holloway.

Intolerância

O ato de Bruno Gagliasso em relação a Bolsonaro foi considerado intolerante por seguidores do parlamentar. O ator global, pai adotivo de uma menina africana, já sofreu com a intolerância, recentemente.

Depois de postar uma foto ao lado de sua filha no Instagram, o ator teve que procurar a polícia, após diversos comentários racistas em sua publicação. O caso repercutiu em todo o país. Suspeitos de racismo foram presos à época.