Ninguém escapa da crise econômica que assola o Brasil e engana-se quem pensa que a redução de empregos e salários não atinge a classe artística. A maior emissora de #Televisão do país também está tratando de segurar o dinheiro. A Rede Globo atualmente, ao invés de assinar longos contratos com seus artistas e funcionários, optou por contrata-los pontualmente, para trabalhos específicos, livrando-se assim de manter o emprego de atores e atrizes quando determinado programa ou novela termina.

Porta de entrada dos jovens talentos para a emissora, um dos programas mais atingidos é a novela teen #Malhação, cujos salários sofreram uma redução de cerca de 50%.

A série voltada para o público adolescente começou em 1995.

Publicidade
Publicidade

Exibida à tarde, Malhação já está na 25ª temporada, sendo que alguns temas são recorrentes em todas elas, como namoros, amizades e também falsidade. A novelinha também aborda assuntos que são relevantes para o conhecimento deste público específico e que estão em alta em cada época, como, por exemplo, gravidez na adolescência, bulimia, esportes, sexualidade, drogas, virgindade, entre outros.

Todas as temporadas contam com um casalzinho protagonista e mais uma grande turma faz parte do elenco. Até o começo dos anos 2000, os salários da garotada eram na casa de dois dígitos, ou seja, muito bons para quem estava começando a carreira na televisão, além da grande oportunidade de mostrar o talento e tentar chegar ao status de elenco fixo da emissora.

Porém, os tempos mudaram. Na presente temporada, as atrizes principais da trama, que são atualmente Gabriela Medvedovski, no papel de Keyla, Manoela Aliperti, que vive a personagem Lica, e Heslaine Vieira, como Ellen, recebem entre R$ 4 mil e R$ 4,5 mil por temporada.

Publicidade

Os atores que têm papéis coadjuvantes estão recebendo no momento em torno de R$ 2 mil.

Além da significativa redução salarial, os jovens atores não têm mais longos contratos e o salário é pago apenas durante o tempo que estão no ar, sem garantia alguma de continuação.

'Viva a Diferença'

Sempre buscando o tema da moda, esta nova temporada, que teve estreia em maio e tem como título “Viva a Diferença”, trata do empoderamento feminino, com cinco meninas nos papéis principais.

Escrita por Cao Hamburger e dirigida por Paulo Sivestrini, a ideia é celebrar a diversidade e a pluralidade, através das histórias vividas pelas personagens Keyla, Benê, Lica, Ellen e Tina. Embora com salários muito menores do que aqueles das primeiras temporadas da série, Malhação continua fazendo sucesso e sendo uma excelente porta de entrada para o mundo artístico. #Novelas