Há muito, o programa comandado por Emílio Surita, "#Pânico na Band", é acusado de explorar demais a sexualidade como forma de atrair o público. O programa já foi, inclusive, deslocado de horário por conta de tanto bumbum e peito que aparece. As Panicats são o maior exemplo disso: roupas mínimas para garantir a audiência. Além disso, eles sempre bolam quadros que explorem o tema. Quem não se lembra do 'beija saco', um quadro em que o humorista Gui Santana tinha que chegar ao final e sair com uma das mulheres do quadro. Apenas uma tinha nascido mulher. Todas as outras eram trans. Ao final, ele acabou escolhendo três finalistas, que foram colocadas com ele, supostamente, numa ilha deserta todos pelados.

Publicidade
Publicidade

Neste caso, a tarja era sempre colocada na frente dos corpos, mas, atrás, era desnudo. Haja bumbum.

E a nova polêmica do programa envolve o tema. Não se sabe se foi proposital ou não, mas o fato é que apareceu um "#Pênis" ao vivo no programa. E, desta vez, nem o nu frontal foi passível de uma tarja. A cena, no mínimo inusitada, para alguns, uma apelação sem precedentes na TV brasileira, aconteceu dentro do quadro 'Poim na Tela', que nada mais é que uma paródia bem-humorada do programa 'Brasil Urgente', que é apresentado por José Luiz Datena. Carioca (Márvio Lúcio) é quem representa o apresentador.

No decorrer do quadro, um dos mais assistidos do programa, aparecem duas mulheres desfilando. Claro que elas estavam seminuas. Mas o que realmente chamou atenção foi quando um corte rápido de câmera mostrou as calças de um dos humoristas, aquele que representava o apóstolo e pastor Valdomiro Santiago, aberta, e pasmem, com o pequeno detalhe totalmente à mostra, sem tarja.

Publicidade

Agora, o que fica em questão para os internautas é: como e por que aquilo veio acontecer ao vivo? Descuido? Proposital? Seria alguma indireta ao pastor? Alguns também levantaram a hipótese de ser algo artificial, um brinquedo de plástico. É uma hipótese

A verdade é que, na internet, muita gente notou este "pequeno detalhe". E os comentários, em sua maioria, acusavam a emissora de estar explorando exageradamente o tema, além de julgar a cena bizarra e de muito mal gosto. Teve gente dizendo que o programa Pânico já era e que ninguém mais assiste, por isso a cena não teria gerado tanta repercussão. Mas, claro, os defensores do programa e da cena trataram de dizer que tudo isso faz parte do humor. É bem verdade que quem defendeu a cena foi uma pequeníssima minoria. #sexo