Eliza Clivia era paraibana e tinha 37 anos, com uma carreira em ascensão. Ela já havia integrado as bandas Cavaleiros do Forró e Cavalo de Aço. Eliza havia iniciado sua carreira solo há apenas quatro meses e estava empolgadíssima com as várias possibilidades desta nova etapa profissional.

Nesta sexta feira (16), em Aracaju (Sergipe), Eliza, seu marido e alguns amigos foram vítimas de um #Acidente automobilístico envolvendo o carro em que estavam e um ônibus, em um cruzamento da capital sergipana. A cantora e o marido morreram na hora.

Segundo o Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu), que prestou os primeiros atendimentos às vítimas, Ceberton José dos Santos, 35 anos, era quem dirigia o veículo no momento do acidente.

Publicidade
Publicidade

Ele foi retirado das ferragens consciente e com sangramento auditivo.

Paulo Teixeira de Carvalho, 38 anos, se queixou de dores nas costas, mas sem fraturas aparente. João Paulo Tavares da Silva, 32 anos, teve dores torácicas, mas também não sofreu fraturas.

Todos permanecem internados no Hospital de Urgência de Sergipe (Huse). Não há informações sobre previsão de alta. Infelizmente, a cantora e seu marido Sérgio Ramos, que também era baterista da banda, faleceram neste acidente.

Os corpos do casal foi levado para o Instituto Médico Legal (IML) de Aracaju. O corpo de Eliza foi liberado para os familiares na manhã neste sábado 17). O Instituto Médico Legal ainda aguarda por parentes de primeiro grau para a liberação do marido da cantora.

Horas antes do acidente , Eliza deu entrevista a um programa jornalístico da TV Aperipê.

Publicidade

Durante entrevista, falou sobre como é cansativo as viagens de cidade em cidade, mas que recebia muito carinho de seu público, inclusive dos fãs sergipanos.

A banda iria realizar o show na capital sergipana, cumprindo a agenda de sua turnê. O produtor da banda, Jailson Souza, informou que o corpo da cantora será levado para a cidade de Livramento, na Paraíba, onde acontecerá o sepultamento.

A prefeita Carmelita Ventura, em nota em uma das redes sociais, disse estar perplexa e abalada por tamanha perda. Toda a cidade, família e o mundo do forró estão em luto. Segundo a prefeita, Eliza Clivia era admirada e amada por onde passava.

Carmelita é prima de primeiro grau de Eliza Clivia. Ela decretou luto oficial de três dias no município de Livramento, cidade natal da cantora. Este trágico acidente ceifou mais um membro da família Clivia. Neste ano, Eliza havia perdido a irmã. #Forró #ElizaClivia