O humorista #Gustavo Mendes, que ficou muito conhecido fazendo imitação da ex-presidente da República, Dilma Rousseff, fez um vídeo muito polêmico, tanto pelas declarações quanto por quem foi atacado. Na gravação, que pode ser assistida abaixo, Gustavo diz que #Danilo Gentili, por ser da nova geração, poderia usar a TV aberta e seu espaço público para fazer um humor moderno, mas, ao contrário, ele usa o espaço para praticar o preconceito, o machismo, o racismo, e ser reacionário. E ainda diz que o apresentador é um 'completo #imbecil'.

Segundo Gustavo, quando ele mesmo estava na Globo (Zorra Total), foi obrigado a fazer o humor das antigas, o politicamente correto, de piadas velhas.

Publicidade
Publicidade

Em sua visão, o momento do humor hoje já quebrou o paradigma de não falar só do bêbado e da loira, e ir mais além, quebrando a barreira do politicamente correto.

Ele vai conduzindo seu vídeo, citando nominalmente o agora desafeto Danilo Gentili e termina com a seguinte afirmação: "Por mim, tem duas opções: ou é uma doença grave ou tem dinheiro envolvido. Eu quero acreditar que seja uma doença”, completa.

Polêmicas do Gentili esta semana

Numa semana em que Danilo Gentili se envolveu em uma polêmica com a deputada federal Maria do Rosário, quando, ao receber uma notificação extrajudicial em papel timbrado da Câmara, por Sedex, ele resolveu satirizar o momento e gravar um vídeo ao qual chamou de 'unboxing de processo'. Para quem não sabe, o termo 'unboxing' é muito usado pelos youtubers, principalmente de tecnologia, que tiram um produto da caixa (unboxing) e fazem seu primeiro uso à vista do espectador da rede social, gravando tudo.

Publicidade

Ele fez a mesma coisa, só que com o processo que recebeu e minimizou o conteúdo, rasgando a carta, esfregando o papel picado em suas partes íntimas, reembalando o resto de papel, agora picado e com 'cheirinho', e reenviando à deputada.

Maria do Rosário condenou a postura do humorista e disse que irá processá-lo.

Danilo perdeu um processo e terá que indenizar Gilberto Dimenstein

Numa nova derrota na Justiça, Danilo Gentili teve outra desagradável notícia. Ele foi condenado a pagar uma indenização por danos morais de R$ 100 mil ao jornalista Gilberto Dimenstein e a apagar uma publicação em que o humorista atacava Gilberto e o Catraca Livre, site do jornalista. Ainda cabe recurso à condenação.

Na publicação que Danilo foi obrigado a apagar e condenado a indenizar Gilberto, ele chamou o Catraca Livre de bebê de Rosemary e disse que o site tirava proveito da tragédia da Chapecoense para ganhar cliques. Ainda afirmou que o site (e o jornalista) defende a ditadura e os políticos criminosos.

Veja o vídeo da 'treta' na íntegra.