Novamente a TV brasileira entra em luto. Uma notícia abalou os fãs de um dos melhores humorísticos de todos os tempos produzidos no país, A #Escolinha do Professor Raimundo. A #Morte do humorista de 72 anos, João Antônio Elias de Oliveira, que atuou em quase todos os episódios gravados do programa, fazia o personagem #Salim Muchiba e morreu na noite desta sexta-feira (9).

O programa, que era comandado por Chico Anysio, ganhou inclusive episódios regravados pela Globo recentemente. A informação do site de notícias G1, disse que o ator faleceu em um hospital na cidade de Catanduva, interior de São Paulo. O ator acabou não tendo outro papel expressivo ou sendo aproveitado em outros humorísticos da Rede Globo, mas como Salim Muchiba, deixou sua marca histórica na TV brasileira.

Publicidade
Publicidade

Causa da morte do ator João Antônio Elias de Oliveira, o Salim Muchiba

A família do ator conversou com o G1 e expôs o momento frágil de saúde pelo qual o ator, humorista e escritor passava. O intérprete de Salim Muchiba já estava internado há cerca de 90 dias no Hospital Padre Albino, em Catanduva, por causa do estado de saúde frágil e problemas cardíacos. O ator precisou fazer uma cirurgia vascular nas carótidas, quando houve de uma complicação no procedimento; ele foi acometido por um acidente vascular cerebral (AVC), piorando significativamente seu quadro geral de saúde.

Devido ``a piora, ele precisou ficar internado numa Unidade de Tratamento Intensivo (UTI). Depois, ainda teve uma melhora e chegou a sair da UTI. Mas nos últimos dias a situação voltou a se complicar, ele retornou a UTI, de onde não saiu mais com vida.

Publicidade

O humorista de 72 anos foi declarado morto na noite desta sexta-feira (9).

Comoção nas redes sociais

O ator era muito querido e, apesar de não estar conectado em redes sociais, ele foi lembrado por amigos e fãs. Anônimos e nomes como Mateus Solano, que representou nas regravações o Zé Bonitinho, deixaram sua mensagem de adeus ao humorista.

Um artista multifacetado

João Elias morreu onde nasceu. Pouca gente sabe, mas ele começou seus trabalhos artísticos na rádio, na década de 1950. Ele também era, além de ator e humorista, pintor e escritor, tendo sete livros publicados.

O ator era casado e deixa, além de sua esposa, três filhos e três netos, conforme o relato do site G1.

O velório aconteceu na manhã deste sábado, dia 10, em uma das capelas do Cemitério do Jardim Monsenhor Albino e o enterro foi em outro cemitério às 16 horas. Ambos na cidade de Catanduva.