De certa forma, já faz algum tempo que a gaúcha Emme White está no universo da sensualidade. Ela já tentou ganhar a vida como dançarina profissional de dança do ventre e já fez performances sensuais para a webcam. Nos primeiros anos de sua atuação na internet, contudo, ela não mostrava o rosto. Depois que decidiu expô-lo, o sucesso aumentou significativamente. Ela, agora, deu outro passo no caminho do sucesso: passou a atuar em #Filmes Adultos.

O sucesso de White em seu mais recente ramo de atuação foi fulminante. Em um ano de atividade, ela já é uma das atrizes de filmes adultos cujos trabalhos são mais respeitados. Na noite da última terça-feira (6), ela recebeu quatro troféus na quarta edição do Prêmio Sexy Hot, considerado o Oscar do cinema adulto brasileiro.

Publicidade
Publicidade

Sucesso veio aos 36 anos

Interessantemente, todo esse sucesso veio aos 36 anos de idade, em que a maior parte de seus pares já pensa em se aposentar. Ela diz que se arrepende de seu começo tardio no ramo porque não pôde viver seu auge diante das câmeras. Ela, contudo, vê uma compensação: sente-se madura o bastante para aguentar a exposição a que seu trabalho necessariamente a sujeita.

White é bissexual, mas diz que prefere contracenar em cenas sensuais com mulheres. Apenas depois de seis meses de carreira que ela se sentiu segura o bastante para começar a gravar com homens.

Emme White tem família conservadora

Vinda de família conservadora - sua mãe é evangélica e seu pai, militar -, ela reconhece que a família se preocupa com o caminho que escolheu e também que há preconceito contra sua atividade na sociedade.

Publicidade

Contudo, ela também afirma que as opiniões negativas não a afetam muito, pois ela convive principalmente com pessoas que sabem o que ela faz e respeitam a sua profissão.

Durante a premiação, que contou com a participação de nomes ilustres fora do gênero de filmes adultos, como o ator Leo Jaime e o músico Mr. Catra, ela fez um discurso criticando a hipocrisia da sociedade e mencionando o caso de um homem que pensou ter reconhecido sua mulher em um filme adulto a que assistiu e tentou espancá-la, forçando-a a pular a janela para escapar à agressão.

"Então assim, é legal ver filmes adultos, mas não quando é a mulher dele?", perguntou White, que disse não ter vergonha do que faz e dar a cara a tapa.