A fama é algo interessante. Alguns artistas almejam a todo custo essa benesse característica daqueles que tem sucesso na carreira, mas quando conseguem, muitas vezes, reclamam da falta de privacidade. Já outros apenas acham que são. Em certa oportunidade, Xuxa disse que percebeu que era famosa quando não conseguia mais andar sem ser abordada em um shopping. Por conta desse assédio, muitos artistas brasileiros, quando conquistam dinheiro e notoriedade, compram casas fora do Brasil para terem alguma privacidade. Outros acabam acusados de tentar tirar algum benefício da fama.

E agora essa acusação recai sobre um ator, de renome, da Record.

Publicidade
Publicidade

Segundo relatou a coluna do maior fofoqueiro do Brasil, Leo Dias, #Sérgio Marone teria parado em uma #blitz da Polícia Militar de São Paulo enquanto dirigia o próprio carro. Alegando estar com bastante pressa, ele disse que era famoso e que, ao invés de mostrar os documentos de veículo e sua habilitação, fosse liberado. Recebeu imediatamente a negativa do policial, que continuou exigindo que ele mostrasse os documentos. Então, ele tentou, como última alternativa, dar uma #carteirada. Ele perguntou se ele reconhecia com quem ele estava falando. Para sua tristeza, pessoal e profissional, o PM disse que não o reconhecia e que ele precisava, como qualquer um, mostrar a documentação, sob pena de ter o carro apreendido.

Como afirma Leo Dias, depois da insistência de tentar ser liberado sem sucesso, o ator apresentou todos os documentos e então, como qualquer mortal, conhecido ou não, foi liberado.

Publicidade

Talvez um pouco menos feliz, já que mesmo atuando como protagonista de novela em uma das emissoras mais importantes do Brasil, ainda não é reconhecido pelo público.

Sérgio Passarella Marone tem 36 anos e já atuou ao lado de nomes muito renomados, como Rodrigo Santoro, em Estrela-Guia, novela global. Também trabalhou numa das novelas mais famosas da Globo em todo o mundo, 'O Clone'. Até 2014, o ator era contratado da Globo e já tinha trabalhado em mais de dez novelas da emissora. Em 2015, ele fez Ramsés em uma das maiores produções da Record. Sua atuação impecável lhe rendeu o posto de apresentador na emissora. Ele apresentou o programa Família Record e eventualmente o diário 'Hoje em Dia'. Atualmente é co-apresentador do reality de dança 'Dancing Brasil', ao lado de ninguém menos que Xuxa.

Outros casos de carteiradas malsucedidas

A ex-apresentadora do Vídeo Show, que também participou do Saltimbum, quadro do programa de Luciano Huck, Maíra Charken, tentou entrar de graça numa boate do Rio usando nada menos que seu prestígio, mas não deu certo. Teve que entrar pagando como qualquer um.