Sabe-se que a desigualdade social no Brasil é muito grande. Às vezes, por estarem em uma situação financeira mais desfavorável, muitas pessoas acabam virando vítimas de preconceitos e descasos vindos de uma minoria. A respeito desse assunto, o ator da Rede Globo deu uma entrevista para a apresentadora Fátima Bernardes e expôs um pouco da história. [VIDEO]

Thiago disse à #Fátima Bernardes que viveu uma situação um pouco constrangedora quando era criança. Ele conta que, na escola onde estudava, boa parte dos alunos eram de famílias de classe média. Ele e um amigo eram um dos poucos da sua turma de colegas que tinham poucas condições financeiras.

Publicidade
Publicidade

Para conseguir mais amizades no colégio e não ser excluído pelos demais, Thiago inventava que era rico. Ele falava com os amigos que tinha computador e outros brinquedos caros, no entanto, não tinha nada disso.

“Eu falava que era rico na escola. Falava que ia chegar em casa e brincar no meu computador e eu não tinha computador. Era justamente para as pessoas me respeitarem no colégio”, contou.

Thiago disse também que, por ser filho de empregada doméstica, as outras crianças não gostavam muito de brincar com ele. Mentir que era rico era, para ele, era uma forma de trazer os colegas mais para próximo dele. Ele contou que tinha um amigo que confirmava todas as suas mentiras, o Micael. Thiago encerrou dizendo que achava a mentira "super bem vinda" e que, na época, era para uma boa causa.

Thiago Martins vive um momento muito bom em sua carreira.

Publicidade

Ele foi escalado pela Globo para protagonizar a novela "Pega-Pega", nova trama da emissora. Em entrevista, ele falou que carrega uma responsabilidade muito grande com o papel. Mas ele disse que mesmo estando em alta na emissora não esquece sua origem humilde.

Thiago nasceu e cresceu no Vidigal, Rio de Janeiro. Ele conta que gosta muito do local, no entanto, acabou decidindo se mudar devido à violência. “Eu saí do Vidigal há dois anos. Sou nascido e criado lá. Minha família sofreu com a violência lá e minha mãe nunca se conformou com essa situação . Desde que meu irmão, Careca, levou um tiro de bala perdida, nossa vida e nossas perspectivas mudaram muito

Mesmo com esse problema da violência, o ator disse que visita com frequência seu irmão que mora lá e que tem até um bar no bairro, onde recebe os seus amigos mais próximos.

Atualmente, o ator, junto com seu cachorro, mora no Itanhangá, bairro da zona oeste do Rio. #Encontro