A funkeira Samantha Miranda passou por maus momentos após sair de um show em que se apresentava, na Barra da Tijuca, Zona Oeste do Rio de Janeiro. Samantha estava ao lado do marido, Marcelo Diotto da Mata, quando os dois foram alvos de um disparo de um suposto assassino de aluguel. O caso foi noticiado neste sábado (24), pelo site do jornal carioca Extra. A situação assustadora aconteceu com Samantha Miranda após ela deixar o Hotel Grande Mercure, localizado em um ponto movimentado da Avenida Salvador Allende. Segundo Samantha Miranda, o seu ex-companheiro, Cristiano Girão, seria o mandante de sua monte.

Funkeira Samantha Miranda sofre tentativa de homicídio e acusa Cristiano Girão de ser o mandante do crime

Cristiano Girão é um político carioca que tem ligação direta com milícias da cidade.

Publicidade
Publicidade

Ele chegou a ser vereador na região e, de acordo com a cantora, teria contratado um matador de aluguel para assassiná-la. Samantha prestou depoimento em uma delegacia da Barra, onde contou sobre todo o perrengue que passou. Em entrevista ao jornal Extra, o DJ Guilherme Scarletelli diz que viu as cenas e que estava indo embora do hotel, quando a tentativa de assassinato ocorreu. Ele diz que tentou socorrer a cantora e que, durante os disparos, ela chegou a cair por trás de um carro, que funcionou como escudo. Felizmente, a funkeira ficou bem diante do episódio. O marido da artista também precisou se esconder. Marcelo Diotto da Mata se colocou atrás de um caminhão de serviços. Nenhum dos dois acabou sendo ferido pelos disparos.

Cristiano Girão queria vingança por pensão da filha virar caso de Justiça, diz funkeira alvo de tentativa de assassinato

No depoimento dado à polícia, Samantha Miranda explicou que foi vítima da sorte e que o homem que tentou matá-la atirou de uma distância de apenas cinco metros, mas que mesmo assim não conseguiu acertá-la.

Publicidade

Após efetuar os disparos, o homem correu e entrou em um carro preto, que seria um Voyage. Para a funkeira, o ex-vereador ligado às milícias cariocas queria vingança. Isso porque ela entrou na Justiça com o objetivo de receber uma pensão alimentícia referente à filha do casal. Dias antes da tentativa de assassinato, Samantha teria recebido uma ligação de Girão, na qual ele teria dado o seguinte recado: "Nossa filha vai ficar sem pai ou mãe". Cristiano Girão tem mais de dez passagens pela polícia, incluindo tentativa de homicídio. Ele está em liberdade condicional. #Funk #Morte