Jim Carey, um dos atores mais famoso no mundo, parece que não está na sua melhor fase. O artista conhecido pelos filmes de comédia que conquistaram o mundo, está sendo acusado de um crime terrível e poderá ter de enfrentar o júri.

Jim está sendo acusado de ter participado da morte da ex namorada Cathriona White. A moça cometeu suicídio, tomando muitos remédios, ocasionando assim uma overdose.

Segundo informações Jim teria sido o responsável por adquirir os remédios e fornecer à moça. Remédios esses, que foram responsáveis por levá-la a óbito. Cathriona morreu aos 30 anos de idade.

O relacionamento amoroso do casal teve início em 2012.

Publicidade
Publicidade

Foi um namoro muito conturbado, aconteciam muitas brigas, que muitas vezes acabavam no término do namoro, mas, posteriormente, sempre reatavam o relacionamento. Acredita-se que muitos desses rompimentos causaram uma dor emocional muito grande para a namorada de Jim e, por isso, ela resolveu tirar a própria vida.

O desfecho trágico aconteceu no final de 2015. O ator ainda chegou a comparecer no funeral e no enterro da ex namorada, onde declarou estar muito abalado e profundamente triste com o que havia acontecido.

As acusações contra o artista partem da família da moça, que acredita ter sido culpa dele ela ter se matado, já que viviam um relacionamento fracassado, que mudou o estado emocional da moça e ainda forneceu a ela métodos para acabar com a própria vida.

Quem cuida do caso é a Justiça de Los Angeles.

Publicidade

A juíza Deirdre Hill, que está a frente do caso, mostrou-se bastante aberta a aceitar as acusações da mãe de Cathriona e investiga as possibilidades de levar Jim Carey a julgamento, para depor e esclarecer os fatos.

Os advogados do ator comentaram sobre o caso e disseram que a decisão de cometer suicídio foi única e exclusivamente decisão da jovem, e Jim não teve participação nenhuma diante do ato que ela iria cometer. Ainda disseram claramente, que seu cliente está sendo acusado injustamente.

É importante lembrar que o caso está sendo julgado nos EUA, onde as leis são diferentes comparadas ao Brasil. Segundo a jurisdição americana o ator pode ser acusado de homídio culposo, quando não há intenção de matar. No Brasil, o caso seria abordado como indução ao suicídio, que se caracteriza quando de alguma forma o acusado induziu que a pessoa tirasse a própria vida.

A acusação foi feita, agora resta à Juíza decidir se vai acatar ou não o pedido da mãe de Cathriona White. #2017 #Famosos