Crises de pânico e horas de terapia. Foi assim que Junior Lima, que formou a dupla '#Sandy e Junior' com a irmã, passou por um grande bullying em sua vida. Ele, por ser um rapaz mais sensível, acabou sendo alvo de boatos de que seria homossexual. Prestes a ser papai, Junior se cansou e decidiu confessar que não é #gay, mas que dizer isso não foi tão fácil como ele mostrava em outras entrevistas. A conversa reveladora e esclarecedora foi feita com Fernando Grostein, cineasta e irmão do apresentador Luciano Huck, comandante do 'Caldeirão' da Rede Globo de Televisão.

Clã da Playboy e sexualidade revelada

Fernando e o irmão viveram rodeados das revistas da 'Playboy', pois o pai deles trabalhava para a marca.

Publicidade
Publicidade

Mesmo assim, o cineasta é homossexual e teve muita dificuldade para lidar com essa temática. Após ele mesmo superar o trauma de uma vida, agora Fernando fala sobre o tema abertamente e tenta ajuda outras pessoas que passam pela mesma questão, vista até como um problema para muitas famílias.

Júnior Lima desabafa sobre boatos de que era gay: 'Me incomodava'

O músico decidiu abrir o seu coração e confessou que de fato se incomodava quando alguma matéria ou pessoa insinuava que ele era homossexual. O famoso diz que nunca teve problema em ter um amigo gay. O próprio Fernando, cineasta que o entrevistou, é assumidamente homossexual. Mesmo sem ter problemas para se relacionar com pessoas homoafetivas, o irmão de Sandy confessa que não foi fácil lidar com os outros dizendo que ele era algo mentiroso.

Publicidade

"No fundo eu me incomodava. Eu fingia que não, mas ficava sim", revelou o músico, que é casado com Mônica Benini. A moça está grávida do primeiro filho dele. O sobrinho de Sandy nascerá nas próximas semanas.

Bullying na escola: Junior Lima explica como fazia para superá-lo

Aos 14 anos, na época em que muitos jovens estavam confusos, Júnior passava poucas e boas no colégio. Muito famoso, ele não podia, simplesmente, sair batendo nos colegas ou discutindo. Por isso, apenas se fingia de surdo e seguia um dia após o outro, como se fosse surdo. É claro que isso não fez tão bem assim para o seu psicológico e o músico acabou tendo que recorrer à terapia. Júnior saiu fortalecido disso e hoje acredita que os colegas tentavam humilhá-lo seguindo apenas a cultura do machismo, que está impregnada na sociedade.

Veja abaixo o vídeo que mostra Júnior Lima fazendo confissões sobre sua sexualidade e dizendo que no fundo não gostou de boatos sobre sua vida íntima: