Sabe aquela velha máxima de que a vida imita a arte? Pois bem, parece ter sido comprovada para um dos atores mais bonitos e charmosos da televisão brasileira. Para quem era aficionado por novelas no início da década de 1980, jamais vai se esquecer de um garotão bonito e esportista, que largara o curso de Medicina para viver na praia. A trama era Sol de Verão, e o ator em questão era #Mário Gomes.

Hoje, Mário Gomes, aos 64 anos, deixou o glamour das telenovelas e passa o dia numa praia da Zona Oeste do Rio de Janeiro, vendendo hambúrgueres e batatas fritas. O galã foi esquecido da televisão depois que veio à tona um episódio, veementemente negado por ele, de que foi internado num hospital com uma cenoura entalada no ânus.

Publicidade
Publicidade

Apesar de garantir que não guarda rancor ou mágoas com a notícia amplamente divulgada pelos meios de comunicação, o fato é que a TV Globo descartou Gomes praticamente de todas as novelas, deixando o ator sem espaço também no mercado publicitário. Mário Gomes, entre as décadas de 1970 e de 1980, emplacou uma novela atrás da outra. Foram mais de 30 tramas na TV Globo. Começou com “Grabriela”, sucesso absoluto em 1975. Ele fora convidado pelo diretor Walter Avancini para fazer um retirante. Mas, devido aos seus olhos azuis e porte vistoso, seu personagem acabou virando o filho de um coronel da novela.

Em 1976, fez “Duas Vidas”, novela na qual contracenou com Betty Faria, e pode ter sido ali o começo do fim da carreira do ator. Gomes teve uma relação extraconjugal, no ano seguinte, com Betty, na época casada com o diretor Daniel Filho que, possesso, teria inventado a história da cenoura.

Publicidade

Mário Gomes protagonizou cenas marcantes na televisão brasileira. Uma delas foi no último capítulo da novela “Vereda Tropical”, em que seu personagem Luca estreava como centroavante do Corinthians. A cena foi gravada no Morumbi lotado, num jogo contra o Vasco da Gama.

Uma das últimas novelas marcantes em que Mário Gomes atuou foi “Guerra dos Sexos” (1983), que tinham como protagonistas os inesquecíveis Paulo Autran e Fernanda Montenegro. Mas depois desse auge, a derrocada. Em 1984, ele foi demitido da Globo, que alegou mau comportamento do ator para dispensá-lo. Mas ele garante nunca ter faltado a uma gravação sequer. Mário Gomes foi recontratado em 1988 e ficou na emissora até 2008. Mas, segundo o ator, foi perseguido e jamais lhe foi permitido fazer novos sucessos.

As últimas aparições de Mário Gomes na mídia não foram por causa da vida de artista. Ele estava vendendo hambúrgueres numa praia do Rio, na companhia de seu filho de 10 anos. Argumenta que não passa por necessidades financeiras e que a experiência foi a porta de entrada para uma nova empreitada: a criação de um food-truck.

Publicidade

Depois de ser flagrado na praia, Mário Gomes ganhou uma oportunidade para atuar novamente com arte. Ele foi contratado pela prefeitura do Rio para ser assistente na Secretaria de Cultura, na implementação de um projeto de leitura nas escolas. Há ainda a possibilidade de ele ministrar aulas de artes cênicas nas escolas municipais da capital fluminense. #esquecidos #Famosos