Publicidade
Publicidade

O cantor Barros de Alencar faleceu nessa segunda-feira (5). A informação foi dada com destaque pelo portal de notícias da Rede Globo de Televisão, o G1. O músico estava com 84 anos e tinha uma vasta carreira na música, televisão e no rádio.

Na década de 1970, por exemplo, Barros, que estava afastado dos palcos, gravou inúmeros discos. Atualmente, ele ganhava a vida como locutor, trabalhando da Super Rádio Tupi e também no canal CNT. Infelizmente, um problema de garganta acabou afastando Alencar de seu trabalho. A informação foi lamentada por várias celebridades, como a jornalista Sônia Abrão. A famosa, que comanda o 'A Tarde é Sua', na RedeTV!, diz que o colega era um dos principais comunicadores do país.

Publicidade

Amigo fala em 'coração fraquinho' ao comentar falecimento de Barros de Alencar

De acordo com o G1, Barros estava internado em um hospital da Mooca, no estado de São Paulo. A irmã do artista, identificada como Virgínia Barros, decidiu utilizar uma rede social para falar sobre a morte da celebridade. Pelo Facebook, ela confirmou que o enterro aconteceria ainda nessa tarde em um cemitério de Guarulhos. A despedida acontece no 'Cemitério Primavera'.

Amigo dá depoimento sobre perda

Um amigo do falecido, o jornalista Kaká Sigueira, que trabalha como locutor da Tropical FM 107,9 - SP, já havia comentado a morte de Barros pela manhã. De acordo com ele, foi tudo muito rápido. O cantor teria entrado em coma ainda no domingo (4) e estava com o coração super fraco. Ele ainda disse sobre outro período importante da vida do músico, lembrando que ele precisou parar de fazer o que mais gostava, cantar.

Publicidade

Por conta do problema nas cordas vocais, ele chegou a passar por uma cirurgia importante na região.

Carreira vasta de Barros de Alencar impressiona

O profissional da música nasceu no estado da Paraíba. Não demorou muito para que, ainda na década de 1960, Barros começasse sua carreira no rádio, passando pela Record e Tupi. Ainda em 1966, ele lançou seu primeiro álbum, mas foi na década de 1970 que Alencar ficou realmente famoso. Um dos seus maiores sucessos foi a versão brasileira da trilha do filme 'Emmanuelle', um fenômeno. Ele ainda chegou a ter um programa de rede na CNT e também em emissoras regionais.

Apesar do coração fraco, o G1 não deixa claro o motivo do óbito do famoso. Muitos fãs utilizaram a internet para se lamentar pela perda. Na página da apresentadora Sônia Abrão, no Instagram, muitos mandaram mensagens de pêsames. "Nossa, triste começar a notícia assim", disse um dos seguidores de Sônia. #Luto