Conhecido pelo público mais jovem, o cantor conhecido como Mc Livinho é um dos nomes mais #Famosos do funk nacional. Seus vídeos alcançam incríveis marcas de visualizações e hits de sucesso, como a música “Cheia de Marra”, e tocam em todas as baladas do país.

As redes sociais do artista também são seguidas por milhares de fãs e pessoas que admiram e acompanham o sucesso meteórico do funkeiro.

Mas na tarde desta quarta-feira, (7), o cantor virou notícia por outro fato nem tão agradável.

O funkeiro, que está em viagem a Jericoacoara, no Ceará, foi levado a uma delegacia para prestar esclarecimentos, após se envolver em uma briga com um guia turístico.

Publicidade
Publicidade

O delegado Flavio Artur Novaes, que atendeu a ocorrência, disse que, ao ser advertido pelo guia local, que ele não poderia estar dirigindo o veículo em zigue-zague, pois, por motivos de segurança, a conduta é proibida no local, o músico não atendeu ao pedido para parar. O funcionário então chamou o dono da empresa que aluga os veículos e foi então que o MC teria se exaltado e começado uma forte discussão, que acabou em luta corporal.

Como Livinho é lutador de artes marciais, o homem teria ficado ferido, mas sem gravidade. Segundo relatos, nem houve necessidade de exame de corpo de delito, e os dois fizeram um acordo verbal e foram liberados.

O delegado contou ainda que Livinho pagou a quantia de R$ 450 reais para o dono da empresa, para cobrir os custos do aluguel e da chave do veículo, que se perdeu na areia durante a briga dos dois.

Publicidade

Por fim, todos saíram em paz da delegacia e satisfeitos de como se desenrolou o caso, e sem maiores problemas.

Procurados pela revista “Quem”, os assessores do MC Livinho não confirmaram o caso, e disseram que não foi isso que aconteceu. Eles disseram que Livinho e seu empresário, Rodrigo Oliveira, teriam procurado a delegacia para registrar um boletim de ocorrência pelo sumiço de correntes de ouro do cantor.

Depois os assessores de Livinho enviaram um vídeo para os jornalistas e nele o funkeiro aparece em uma piscina com o empresário Rodrigo, que fala, ao fundo, que tudo não passou de um boato, e que os dois apenas teriam ido registrar o furto de suas correntes de ouro e que quem pegou iria ter que pagar. E que eles estavam no hotel, enquanto as pessoas já estariam dizendo que eles estariam presos, mas que apenas as correntes sumiram.

Ele mostra o local luxuoso e diz que eles estão muito bem e que está tudo tranquilo. #Curiosidades #Comportamento