Existe limite entre o bom humor e o excesso? Pois é, o programa 'Pânico na Band', exibido pela TV Bandeirantes, está dando o que falar por conta de uma atitude de gosto duvidoso. Neste domingo (4), a atração teria supostamente exibido o órgão genital de um dos participantes. A grande dúvida dos telespectadores, como mostra uma matéria escrita pelo site do 'Estado de São Paulo', é se o que foi exibido na televisão era mesmo um órgão de verdade ou de plástico. De qualquer forma, especialmente mulheres, ficaram revoltadas como tudo aconteceu.

Atitude machista do 'Pânico na Band' revolta telespectadores

O fato, para muitos absurdo, ocorreu durante o quadro 'Poim na Tela', cujo objetivo é fazer uma brincadeira com o apresentador José Luiz Datena, comandante do 'Brasil Urgente'.

Publicidade
Publicidade

O órgão sexual masculino foi mostrado quando mulheres com micro-trajes apareceram na telinha. Durante alguns segundos, a parte do corpo ou o brinquedo que o simula foi exibido. Foi claro que não houve um erro de edição, já que a parte aparece e segundos depois some. Como é enquadrada quase no cento da tela, dificilmente um editor não a veria. O humorista do 'Pânico', que simulava um pastor, fazendo uma alusão ao polêmico Valdemiro Santiago, da Igreja Mundial do Reino de Deus, aparece com as calças molhadas. A impressão é que ele teria se urinado durante o quadro.

Revolta após exibição de sequência no 'Pânico'

Toda a sequência foi exibida sem qualquer tipo de censura ou tarja, o que pode ser considerado irregular. Isso porque apenas programas com classificação indicativa voltada para pessoas acima de 18 anos podem exibir partes íntimas na televisão.

Publicidade

Ainda assim, isso precisa ser feito com algum pudor e bem tarde da noite.

A atitude do programa desagradou muitos telespectadores e abriu espaço para a vulgarização do assédio sexual sofrido pelas mulheres diariamente. Para muitos telespectadores, o ato mostrado no vídeo seria uma espécie de incentivo para que a violência contra a mulher se perpetue.

O site do jornal 'O Estado de São Paulo' disse que tentou entrar em contato com a produção do humorístico, mas ninguém teria respondido. O site ficou de atualizar a matéria assim que obtivesse uma resposta. Até às 20h30, no horário de Brasília desta segunda-feira (5), isso não havia acontecido.

É bom lembrar que o episódio surge após uma enorme discussão sobre o assédio no país. O ator José Mayer, por exemplo, acabou sendo acusado de assediar um figurinista durante os bastidores da novela 'A Lei do Amor'. #Famosos