#Rachel Sheherazade pode estar causando sérios problemas judicias, e também financeiros, à emissora de Sílvio Santos. Tal como informa o site “Noticias ao Minuto”, o Ministério Público Federal concluiu que um comentário feito pela jornalista do #SBT, em 2014, acerca de um jovem de quinze anos que tinha sido espancado e preso nu por um grupo de pessoas, representa um abuso da liberdade de expressão, bem como uma forma de incitar o ódio e a violação contra uma pessoa menor.

Caso a Justiça considere que o SBT tem que obrigatoriamente se retratar pelo sucedido, a emissora, a cada dia que passa sem o fazer, pode ser condenada a pagar 500 mil reais diários, uma verdadeira fortuna.

Publicidade
Publicidade

Foi há poucos meses que Sílvio Santos, ao vivo em um evento especial do SBT, decidiu detonar o trabalho de uma das suas principais âncoras, Rachel Sheherazade, considerando que ela não está cumprindo com a função pela qual foi contratada, mas sim aproveitando a visibilidade do principal telejornal da emissora para dar as suas opiniões. Talvez prevendo esse desfecho em tribunal, a verdade é que Sílvio Santos, bem como os outros responsáveis pela emissora, estão enfrentando agora uma situação difícil pelo que a sua profissional disso no passado.

“O contra-ataque aos bandidos é o que eu chamo de legítima defesa coletiva de uma sociedade sem Estado contra um estado de violência sem limite”, revelou de forma completamente inesperada Rachel durante o telejornal, decidindo comentar o caso do jovem encontrado na zona sul do Rio de Janeiro, preso a um poste, com uma tranca de bicicleta no pescoço.

Publicidade

Como garante o site “Notícias ao Minuto”, além desse desabafo polêmico, a jornalista classificou a ficha do adolescente como estando “mais suja que pau de galinheiro”.

Agora, e depois de um longo processo em que a linguagem utilizada pela jornalista foi avaliada judicialmente, a conclusão é que de fato Rachel acabou passando todos os limites do aceitável durante esse telejornal, não se sabendo agora se o SBT vai ter que “obrigar” sua profissional a pedir desculpa pelo que disse em 2014 sobre o caso polêmico.

Vale relembrar que Rachel ficou muito conhecida não só pelo seu trabalho como âncora, mas também pelas suas opiniões radicais, sendo que, na sua grande maioria, estão relacionadas com a atualidade política brasileira, detonando regularmente políticos como Lula da Silva, Dilma Rousseff e o Partido dos Trabalhadores. #Silvio Santos