O cantor Junior Lima, famoso por formar dupla com a sua irmã Sandy na infância, nunca esteve tão em foco como está tendo ultimamente. Entre polêmicas sobre a sua sexualidade, que sempre foi questionada, e discussões envolvendo o deputado Jair Bolsonaro (PSC-RJ), ele ainda teve tempo para deixar uma pulguinha atrás da orelha de muita gente ao ser questionado sobre homossexualismo.

Por muitos anos, ele teve que lidar com o surgimento de inúmeros boatos sobre a sua sexualidade. Por causa disso, ele acabou adquirindo certa experiência, essa que, segundo ele, pretende usar para construir uma base sólida para a sua família.

Em meio a uma entrevista concedida ao cineasta Fernando Grostein Andrade, onde o assunto era bullying e preconceito, o produtor musical recebeu uma pergunta intrigante que envolve o seu #filho que ainda não nasceu, o Otto.

Publicidade
Publicidade

Pai de primeira viagem e casado com a modelo e designer de joias Monica Benini, Junior teve que responder a seguinte pergunta: "e se o seu filho fosse gay?"

Aproveitando a pergunta do cineasta, Junior resolveu ressaltar tudo o que ele julga ser importante na criação de uma criança. De acordo com o que Junior pensa, é ‘’procurar construir um ser humano que seja seguro, que saiba amar e respeitar as pessoas’’.

Ainda disse que, independentemente de qualquer coisa, ele vai sempre amar as escolhas do seu filho e vai dar sempre o suporte necessário para que ele seja um ser humano melhor.

Na opinião do produtor musical, a pessoa que o seu filho será, irá nascer com ele, ou seja, não será uma escolha, o que tiver que ser, será, não é uma opção. Dando ênfase assim nas discussões sobre diversidades que estão cada vez mais surgindo e como as pessoas precisam aprender a lidar com cada uma delas.

Publicidade

Exemplificando, Junior mostrou como pretende transformar tais valores em ações através de seus planos para a sua família e em especial, para o seu filho, que nem nasceu ainda, mas possui pais cientes de que não se deve forçar estereótipos. Ou seja, eles não vão querer definir a personalidade do seu filho, mas deixar que ele decida por si mesmo como ele será e quem será.

No quarto de Otto, Junior e sua esposa resolveram optar por usar cores neutras e não o tradicional azul, só por se tratar de um menino, que é o que muitos pais costumam fazer, isso segundo o que o produtor musical explicou.

Junior e Monica estão juntos desde o ano de 2013 e o nome Otto foi escolhido por ser curto, com o intuito de ser facilmente popularizado entre as celebridades. #Polêmica #Junior Lima