Publicidade
Publicidade

A cantora #Mallu Magalhães foi a atração musical do programa "Encontro com Fátima Bernardes", na manhã desta sexta-feira (23) e gerou #Polêmica por causa de uma declaração considerada racista. A declaração acabou repercutindo nas redes sociais e muitos seguidores da cantora se dividiram, opinando contra e a favor da artista.

Mallu esteve no programa para fazer a divulgação de seu quarto álbum de estúdio, denominado "Vem". Antes de começar a cantar a musica "Você não Presta", um samba, ela fez a declaração que, já nos estúdios da Globo, gerou controvérsia.

Ao anunciar a canção, ela disse: "Essa é para quem é preconceituoso e acha que branco não pode tocar samba''.

Publicidade

Como muitas pessoas fazem comentários sobre a programação televisiva nas redes sociais, a reação dos internautas foi rápida e muitas críticas à cantora foram postados no Twitter.

"Amo muito as músicas da Mallu Magalhães, mas, soltar um 'essa musica é pra quem é preconceituoso e fala q branco n pode tocar samba' foi o fim", disse uma internauta.

"Avisa lá a Mallu Magalhães que o samba tem cor e é negro e isso não é preconceito. É um fato. Brancos podem tocar, só precisam respeitar", postou um seguidor do programa Encontro.

A postagem do rapaz, identificado como Felipe Higino, gerou uma pequena discussão. "Pelo amor de Deus. Bota a mão na consciência. Parem de separar negros de brancos. Ambos podem tocar o que quiser, dançar o que quiser", respondeu outro usuário da rede social.

Ao longo do dia o assunto "Mallu Magalhães" esteve entre as trending topics do Twitter e muitas pessoas opinaram sobre a declaração da cantora, tanto manifestando-se contra como favoravelmente.

Publicidade

Veja algumas das reações:

Clipe taxado de racista fomentou discussão

O vídeo-clipe da música apresentada pela cantora também foi alvo de debate, durante o programa Encontro, pelo fato de ter sido considerado racista.

O clipe, lançado em meados de maio, traz a cantora dançando ao lado de bailarinos negros. O fato, por si só, gerou polêmica nas redes sociais, na época do lançamento, provocando acusações de #Racismo contra a cantora.

A alegação de racismo tem como base o fato de as imagens reforçarem a sexualidade do negro.

Publicidade

Na época, a cantora publicou uma nota em seu perfil no Facebook pedindo desculpas, caso tivesse ofendido alguém com a coreografia. "Sei que o racismo ainda é, infelizmente, um problema estrutural e muito presente. Eu também o vejo, o rejeito e o combato'', afirmou, na época.

Ao falar sobre a polêmica do clipe no programa, Mallu disse que, em nenhum momento, levou em consideração a cor dos bailarinos, ao fazer a escolha do cast. A cantora explicou que não houve qualquer intenção no sentido de passar a ideia de exploração sexual ou racial dos negros.

A discussão sobre o tema envolveu a plateia e uma jornalista, identificada como Tia Má, rebateu os argumentos da cantora. Para ela, o fato de os dançarinos aparecerem de modo sensual e de Mallu estar à frente deles no vídeo reforça a ideia de exploração. "É como um crime. Muitas vezes a gente não tem a intenção, mas acaba atropelando uma pessoa na rua", declarou Tia Má.

E você, o que achou da atitude de Mallu Magalhães? Participe fazendo o seu comentário.