O ambiente de trabalho em uma das maiores emissoras do país, o #SBT, elevou atualmente a "temperatura", principalmente, em se tratando do quadro de apresentadores da emissora de Silvio Santos. O clima de alta "tensão" se deve a um vídeo polêmico publicado nas redes sociais pelo apresentador #Danilo Gentili. Ele é responsável pela apresentação do talkshow "The Noite", considerado um dos programas de maior audiência da emissora.

Desde a semana passada, várias reuniões estão sendo realizadas na sede da rede de televisão, na cidade de Osasco, localizada na Grande São Paulo. Uma decisão poderá até mesmo, ser tomada em breve, para que se tenha uma resposta a ser dada sobre o #Comportamento do apresentador, o que irritou profundamente a cúpula de direção da TV de Silvio Santos.

Publicidade
Publicidade

Vídeo 'polêmico'

O principal motivo pelo desentendimento entre o apresentador Danilo Gentili e cúpula diretiva do SBT se refere à divulgação de um vídeo considerado demasiadamente "polêmico", em que o apresentador postou, nas redes sociais, o momento em que recebia um notificação extrajudicial, por meio da deputada federal pelo PT do estado do Rio Grande do Sul, Maria do Rosário. O conteúdo da notificação da deputada petista solicitava que o apresentador apagasse publicações postadas por meio de redes sociais na internet, com críticas a respeito da parlamentar e de sua filha, que é menor de idade.

Entretanto, para a cúpula da emissora de Silvio Santos, a postura adotada por Danilo Gentili, que rasgou a notificação e a colocou dentro da calça, não seria condizente com o comportamento esperado por parte de um apresentador da rede de televisão.

Publicidade

A própria emissora se autodefine como um canal voltado para as famílias, conforme o seu público alcançado por meio da audiência levantada. Parte da direção do Sistema Brasileiro de Televisão (SBT) considerou que Danilo Gentili, ao publicar um vídeo "imaturo e obsceno", errou "feio" ao colocá-lo nas redes sociais.

A repercussão dada ao caso, a partir de ampla propagação na internet e por meio da imprensa, chegou a prejudicar substancialmente a relação do SBT com seus anunciantes. Alguns integrantes da direção da emissora defendem que o apresentador seja repreendido pessoalmente pelo dono do SBT, Silvio Santos. Na última sexta-feira (2), o Tribunal de Justiça do Rio Grande do Sul determinou que o apresentador apagasse o vídeo, que já repercutiu intensamente nas redes sociais. De acordo com o desembargador Túlio Martins, o vídeo possui natureza "misógina". A decisão do Tribunal relata que a deputada Maria do Rosário foi humilhada por meio de um material , como uma "agressão absolutamente grosseira, marcada por prepotência, através de um comportamento chulo e inconsequente". Tanto a emissora, quanto o apresentador Danilo Gentili preferiram não comentar o caso.