Rodrigo Hilbert recebeu uma intimação para depor na 14ª delegacia de polícia do Leblon, no Rio de Janeiro, a respeito do polêmico caso em que ele matou um filhotinho de ovelha em seu programa da GNT, "Tempero de Família". A denúncia veio da parte de uma ONG protetora dos animais de Santa Catarina, que ficou indignada com as imagens do apresentador matando, tirando a pele e assando o filhote de cerca de seis meses de vida. Agora, o marido de Fernanda Lima vai ter que dar explicações à polícia sobre as cenas chocantes.

O tal programa foi exibido em março de 2016 e mostrava o ator em uma fazenda em Vista Alegre, ao lado de um fazendeiro para mostrar como é a realidade dos produtores rurais de Santa Catarina.

Publicidade
Publicidade

O que mais chocou os internautas, na época, além do sangue escorrendo abundante, foi a tranquilidade com que ele fez todo o procedimento, desde a captura até a morte e posteriormente o assado do animalzinho. O público repudiou imediatamente e enviou um abaixo-assinado online, exigindo que o programa fosse vetado.

Segundo a petição, o apresentador parecia um psicopata sorrindo enquanto assassinava friamente um bebê ovelha. O texto ainda relata que foi monstruoso o que ele fez e até hoje tem crianças e até adultos chorando e sem vontade de voltar a comer. O apresentador ficou constrangido com todo a polêmica e veio a público pedir desculpas, afirmando que a intenção era apenas mostrar como vive o homem do interior. Segundo Hilbert. a intenção do programa não é incitar a violência contra animais, e sim mostrar o dia a dia do trabalhador rural.

Publicidade

Rodrigo Hilbert prometeu que as cenas exibidas no programa seriam retiradas em respeito às pessoas que se sentiram ofendidas. "Vou levar tudo isso como um aprendizado", afirmou o ator e garantiu que só estava tentando mostrar o procedência da carne que consumimos. O apresentador ainda explicou que ficou muito espantado ao descobrir, no dia seguinte, que havia uma corrente de ódio contra ele nas redes sociais. Através de sua assessoria de imprensa, Hilbert informou que não vai falar sobre o ocorrido novamente e prefere aguardar a #Justiça.

Mesmo tendo sido denunciado por uma ONG de São Joaquim, em Santa Catarina, o artista terá o direito de depor em qualquer delegacia do seu bairro, o que deverá ocorrer ainda esta semana, de acordo com a Polícia Civil. Contudo, não informou a data que o ator será ouvido. Hilbert, que também é catarinense, tem dois filhos com a apresentadora Fernanda Lima #animal