Carlos Cavalcante, apresentador e repórter da Record TV, acabou sendo vítima de um acidente grave neste sábado, 3. A informação foi confirmada pelo jornalista Flávio Ricco, do UOL. Carlos estava correndo na cidade universitária da Universidade Federal de São Paulo (USP), quando acabou sendo atropelado pelas costas. Cavalcante faz parte atualmente do quadro 'Patrulha do Consumidor', da emissora de Edir Macedo. O profissional da mídia acabou se ferindo com gravidade na ação. O jornalista estava fazendo suas atividades físicas, quando um veículo cometeu uma infração e acabou atropelando o profissional da mídia.

Carlos Cavalcante, do 'Patrulha do Consumidor', sofre acidente grave

Em entrevista ao UOL, o jornalista falou sobre tudo o que aconteceu.

Publicidade
Publicidade

Ele revelou que chegou a ficar desacordado por mais de trinta minutos e que não lembra de boa parte do que aconteceu. Segundo o repórter, ele faz esse tipo de treinamento todos os finais de semana. Carlos revela que ficou sabendo, através das testemunhas, que um veículo, aparentemente, teria perdido o controle e invadido a área que era dedicada aos corredores e ciclistas. A USP, como mostra o relato do profissional da mídia, tem um espaço exclusivamente dedicado à prática esportiva.

De acordo com a vítima, os próprios ciclistas foram quem chamaram uma ambulância do Serviço de Atendimento Móvel de Urgência, o SAMU. Carlos conta que ao ser atropelado, o seu corpo bateu no capô do carro e foi arremessado longe. Ele revela ainda que graças a outros transeuntes da região o motorista não fugir.

Publicidade

Eles impediram que o infrator fizesse essa prática. O apresentador e repórter da Record acredita que apenas não teve ferimentos mais sérios, pois pratica atividades físicas e também treinou judô por muitos anos.

Estado de saúde de contratado da Record após susto

Após o atendimento, o profissional foi levado para o Hospital Bandeirantes. No local, ele recebeu tratamento e segue internado. De acordo com informações do jornalista Flávio Ricco, que noticiou o caso, Carlos não tem qualquer previsão de alta, mas também não corre o risco de morrer. O maior medo do famoso é uma fratura que ocorreu em sua cabeça. A ruptura foi confirmada, mas exames mais elaborados estão sendo feitos. O objetivo é ver se uma hemorragia não teria sido registrada no veículo. Carlos agradeceu a Deus por ter sobrevivido e ficado bem e desabafou. "Não tenho nada contra o cara que me atropelou. A única coisa que eu quero é alertar para as pessoas não beberem e dirigirem. É muito perigoso", afirmou ele na reportagem. #Famosos