A noite do último sábado (3) foi movimentada na cidade do Rio de Janeiro. A edição carioca do maior evento de artes marciais mistas do mundo, o Ultimate Fighter Championship (UFC), fez 'ferver' a Barra da Tijuca.

O UFC 212 trouxe vitórias e uma triste derrota para o 'cartel brasileiro'. Entre os grandes vencedores da noite destacam-se: Paulo Borrachinha, Antônio 'Cara de Sapato', Vitor Belfort e a excepcional Cláudia Gadelha. Porém, a principal luta da noite não terminou como os fãs brasileiros do esporte esperavam! José Aldo, o campeão que passou mais de 10 anos invicto, acabou sendo derrotado e perdeu o cinturão, e o posto de primeiro lugar na categoria peso-pena, para o americano Max Holloway.

Publicidade
Publicidade

Entre os mais de 20 mil pagantes que acompanharam o evento pessoalmente, destacaram-se as presenças de vários atores globais, como José Loreto, Paolla Oliveira, Giovanna Antonelli e o casal, Bruno Gagliasso e Giovanna Ewbank. Porém, talvez, o maior dentre os #Famosos tenha ficado por conta do Deputado Federal Jair Messias Bolsonaro (PSC/RJ).

Como se não bastasse todo o assédio que estava sendo dispensado por fãs ao 'mito', como pedidos de autógrafos, fotos e cumprimentos, o conhecido casal acabou dando uma 'ajudinha', mesmo sem querer, para que todas as atenções fossem voltadas ao parlamentar.

Embaixador do campeonato, Bruno deu chilique ao adentrar na área vip do evento e dar de cara com Jair. O global não gostou nem um pouco de ter como "vizinho" o deputado.

O casal de atores deu o maior ataque e armou a maior confusão, pois não queriam assistir às lutas ao lado de Bolsonaro.

Publicidade

No fim, o 'barraco' armado por eles não deu em nada, pois o político permaneceu no lugar em que estava. Como 'protesto', o casal voltou para casa e acabou acompanhando as 3 lutas principais da noite pela televisão.

"Já nos meus aposentos, na frente da TV e bem longe do Bolsonaro", escreveu o ator, em sua conta no Twitter.

O filho de Jair, o também Deputado Federal (PSC/SP) Eduardo Bolsonaro, chegou a responder a postagem do global, mas acabou deletando.

Porém, ao contrário de Eduardo, vários admiradores do presidenciável não deixaram barato e criticaram duramente a postura do casal.

"Na próxima, o casal de insignificantes poderia deixar o país, nos fariam um favor enorme. Dois preconceituosos!", respondeu um internauta.

"Preconceituosos, sim! E se tivesse acontecido o contrário? Todos estariam massacrando o Bolsonaro, como sempre fazem.", escreveu outra seguidora.

E você, o que achou do comportamento dos atores? #Polêmica #Jair Bolsonaro