A escritora, atriz, apresentadora de TV e roteirista #Fernanda Young entrou com um processo por danos morais contra um anônimo, que a ofendeu através de uma conta falsa no Instagram. O caso aconteceu em março de 2015. Na ocasião, o então anônimo fez ofensas usando palavras de baixo calão e, entre outros termos chamou Fernanda de “vadia lésbica”, causando profunda irritação em relação à comunidade #LGBT.

Fernanda Young decidiu então entrar com um processo da Justiça, pela primeira vez na vida. Seu principal objetivo era descobrir a identidade do agressor.

Com a conhecida lentidão da Justiça brasileira, a sentença foi proferida somente agora, mais de dois anos depois.

Publicidade
Publicidade

Identidade revelada

O autor das ofensas é o administrador Hugo Leonardo de Oliveira Correa, de Pernambuco, que tem 37 anos de idade. O juiz do caso, Christopher Alexander Roisin, de São Paulo, concluiu que realmente a intenção de Hugo Leonardo era ofender e insultar a escritora e, portanto, o condenou a pagar uma indenização de 5 mil reais.

Sentença preconceituosa

O baixo valor da indenização, de acordo com a justificativa do juiz Christopher Alexander, se deveu ao comportamento público de Fernanda Young.

Questionando a conduta da escritora, o juiz argumentou que, por já ter sido fotografada nua e ter tido publicada uma foto na qual fazia um gesto obsceno, exibindo os seios, a reputação de Fernanda Young seria “elástica”.

Em meio a um discurso sobre os valores morais da sociedade atual, segundo o juiz, por ser “formadora de opinião”, a escritora deveria “demonstrar mais respeito”.

Ofendida, Fernanda vai recorrer da sentença

Através de seu advogado, Fernanda Young decidiu que vai recorrer da sentença, com a qual se sentiu ofendida e declarou que gostaria de saber o que seria uma “reputação elástica”, pois ela, que é escritora, não sabe.

Publicidade

Em sua defesa, mencionou o fato de que tem quatro filhos, é casada há 24 anos com o também roteirista e escritor Alexandre Machado e que sua vida privada é muitíssimo discreta.

Aos 47 anos, a artista nascida em Niterói, Rio de Janeiro, fez sucesso como autora de programas como “A Comédia da Vida Privada” e “Os Normais”, ambos da Rede Globo. No canal GNT, protagonizou o programa “Irritando Fernanda Young”, foi apresentadora do “Saia Justa” e atuou em “Surtadas na Yoga”, série cômica também escrita por ela.

Com mais de seis livros publicados, Fernanda Young tem entre seus feitos o ensaio fotográfico para a revista Playboy, na edição de novembro de 2009, e outro ensaio sensual para a Top Magazine, em 2016, fatos que parecem ter sido de maior relevância para o juiz da 11ª Vara Cível de São Paulo. #Rede Globo