Entre os vários temas polêmicos tratados pela novela de Gloria Perez, #A Força do Querer, a transexualidade é um dos que mais gera discussão. O folhetim de Perez retrata tanto a vida de um homem transformista que se traveste de mulher para fazer shows, quanto um dos dramas mais comoventes da história, que é a saga de uma trans feminina. #Ivana não consegue aceitar seu corpo de mulher. A personagem de Carol Duarte, Ivana, já fez sessões de terapia, psicólogo e tudo o que era possível para tentar entender seu drama, mas agora já tem seu diagnóstico: ela nasceu no corpo errado. Sua mãe, a personagem de Maria Fernanda Cândido, não consegue aceitar seu gênero.

Publicidade
Publicidade

Seu irmão, Ruy, personagem de Fiuk, já não aguenta mais a presença da irmã em seu guarda-roupas buscando suas camisas para sair.

Ivana tomará hormônios masculinos em "A Força do Querer"

Como informado pelo site TV Foco, Ivana vai começar um tratamento ingerindo hormônio masculino, ou seja, testosterona, para mudar suas características femininas em 'A Força do Querer [VIDEO]'. Como sua família não aceita seu gênero, nem muito menos que assuma a nova condição, ela decide fazê-lo por conta própria, sem acompanhamento médico, ou algo do tipo.

A novela de Gloria Perez quer trazer o máximo de realidade no caso. Para isto, é sabido que a atriz Carol Duarte pode e deve usar próteses para evidenciar a transformação. A equipe da Globo, que cuida dos efeitos e caracterizações já está preparada para transformar a moça um verdadeiro homem, como foi informado pelo site.

Publicidade

Ela inclusive cortará os cabelos na vida real. Sobre as próteses, a primeira que será usada, será a de maxilar, já que a utilização do hormônio masculino altera o formato do maxilar deixando as extremidades do queixo mais acentuadas.

A jornalista Patricia Kogut entrevistou a médica Amanda Athayde, que explicou quais são as alterações no corpo quando se toma injeções de hormônio: "A pele, depois de um a seis meses, aumenta a oleosidade e por isso aparecem mais acnes. A gordura passa a se concentrar na barriga e não mais no quadril e entre 6 meses a um ano, a voz começa a engrossar os os músculos e pelos no corpo e rosto começam a aparecer. Também é comum perder cabeços na parte da frente, formando as populares 'entradas'", afirmou a médica.

A médica ouvida pela jornalista também lembra que o medicamento não deve ser administrado sem acompanhamento médico. Dentre alguns motivos, a quantidade de hormônios aplicada pode sobrecarregar o fígado e pode causar, até o ponto extremo, a falência do órgão, ou o aumento do número de hemácias, ou efeitos mais simples, as espinhas, ou acnes.

"A Força do Querer" vai ao ar de segunda a sábado após o JN. #transexual