A famosa apresentadora #Ana Hickmann está passando por momentos muito dolorosos desde o dia 21 de maio de 2016. O cunhado da apresentadora, Gustavo Henrique Bello Correa, foi acusado de homicídio culposo após a #Morte de Rodrigo Augusto de Pádua, que tentou assassinar a apresentadora dentro de um quarto de hotel em Belo Horizonte, na região centro sul da cidade.

O pesadelo de Hickmann não chegou ao fim, a decisão da juíza Âmalin Aziz Sant’ana, responsável por este caso, só prejudicou a vida de Ana e sua família. Segundo decisão da Justiça, o caso não será dado como encerrado e o processo terá prosseguimento.

Os advogados alegaram que a pessoa que age em legítima defesa não comete crime e isso foi acatado também pelo delegado responsável pelo inquérito, sendo a principal tese da defesa do cunhado da apresentadora.

Publicidade
Publicidade

Mas o caso não foi arquivado e a juíza resolveu dar prosseguimento, o advogado disse que já estava esperando essa decisão, pois a juíza já teria dito o que iria fazer.

O delegado Flávio Grossi já tinha pedido o arquivamento do caso no dia 17 de junho. O delegado afirmou que o falecido Pádua estava planejando a morte da apresentadora em todos os detalhes e teria até escolhido a arma para o crime. Com isso, Gustavo seria inocente, já que agiu em legítima defesa.

O processo está tendo visto no MP (Ministério Público) de Minas Gerais. A apresentadora não emitiu nota e não quis se comunicar a respeito deste assunto.

O caso

Ana Hickmann viveu cenas de horror no dia 21 de maio de 2016. Rodrigo Pádua, de 30 anos, invadiu o hotel em que estava hospedada e fez uma tentativa de assassinato, ele atirou contra a apresentadora.

Publicidade

A #confusão foi tremenda, e os dois tiros dados por Pádua acabaram acertando Giovanna, a cunhada de Ana, que teve que ser levada para tratamento em hospital com machucados no abdômen e no braço.

Pádua ameaçou todos que estavam presentes, fez com que todos ficassem sentados de costas até começar a atirar. Gustavo contou que o jovem falava coisas sem sentido e com nenhum tipo de conexão. O cunhado de Ana desarmou Pádua e atirou contra o rapaz. Gustavo disparou três tiros em direção à nuca, fazendo com que Pádua falecesse no local.

Gustavo agora tenta provar na Justiça que agiu em legítima defesa, tudo indica que Pádua tinha a intenção de matar Ana, ele carregava consigo um pen drive com mais de 10 mil fotos da apresentadora, contendo até textos escritos com linguajar sexual.