Publicidade
Publicidade
3

A atriz #Angelina Jolie fez uma revelação surpreendente que deixou os fãs assustados. Durante o processo de desgaste do casamento com #Brad Pitt, ela sofreu de uma doença chamada #paralisia de Bell, que deixou metade do seu rosto sem os movimentos.

A mãe de seis filhos afirmou que a doença deixou parte da face “caída” e foi necessário fazer acupuntura para tratar o problema. As declarações sobre suas condições de saúde foram publicadas na revista Vanity Fair, sua primeira entrevista após se separar de Brad. Na publicação, ela ainda revelou que entrou na menopausa antes do que deveria, gerando uma série de incômodos com os sintomas.

Publicidade

Logo após a publicação ser divulgada, houve um aumento expressivo no Google por buscas de maiores informações da paralisia de Bell.

O que é paralisia de Bell?

A doença causa uma paralisia temporária dos músculos de apenas um dos lados do rosto. O problema também afeta a sensibilidade, dor e impede que as papilas gustativas da língua possam atuar perfeitamente na captação de sabor.

Os dados não são precisos em todos os países, mas nos Estados Unidos estima-se que 40 mil pessoas sejam atingidas a cada ano. Em geral, a paralisia de Bell atinge adolescentes abaixo dos 15 anos e adultos acima dos 60 anos.

Grávidas, diabéticos e pessoas com gripes constantes também estão no grupo de risco. Infecções virais como meningite ou o vírus do herpes simples 1 também podem desencadear o ataque aos músculos.

Publicidade

Os médicos acreditam que a doença ocorra quando nervos faciais ficam inflamados, o que gera uma restrição na distribuição de sangue, diminuindo o nível de oxigenação dos músculos.

Fatores de risco de Angelina Jolie

Hipertensão

Por possuir hipertensão recém-diagnosticada, ela entrou no grupo de risco de desenvolver a paralisia de Bell. Pessoas com pressão acima de 140/90 possuem maiores chances também de acidentes vasculares no cérebro, além de doenças cardíacas. A pressão constantemente alta gera danos nos vasos sanguíneos e nervos da face.

Menopausa

Descoberta aos 42 anos, a menopausa pode ser um fator que estimula a paralisia de Bell nas mulheres. Em geral, elas entram nesta fase dos 48 aos 55 anos.

Estresse

O estresse, mesmo que não seja diretamente ligado, tem ramificações clínicas que pode estimular a paralisia de Bell. Angelina Jolie sofreu severamente com o divórcio e com a tensão gerada pelo assédio em torno desde assunto.

Em última análise, a atriz desabafou: "Às vezes, as mulheres nas famílias se colocam por último, até que se manifeste em sua própria saúde".