Um dos maiores nomes da música sertaneja da atualidade, o cantor Eduardo Costa, de 37 anos, vem sendo alvo constante da mídia. Ele, que recentemente presenteou sua namorada, a bailarina Victoria Vallarim com um carro avaliado em R$ 600 mil, e poucos meses após a entrega do presente levou um fora da moça, que terminou a relação e fez questão de desvincular sua imagem da dele nas redes sociais, fez com que o sertanejo se tornasse motivo de piada nacional entre os internautas que não perderam tempo e criaram uma série de memes com o rosto do cantor.

Embora a relação tenha sido retomada pelo casal, o término e o presente de mais de meio milhão de reais continuam na cabeça dos brasileiros.

Publicidade
Publicidade

Em evidência nos meios de comunicação, #Eduardo Costa, teve um áudio um tanto quanto comprometedor vazado na web. O conteúdo, apresentado pelo jornalista e colunista do jornal carioca ‘’O Dia’’ Léo Dias, durante a edição do programa ‘’Fofocalizando’’, do SBT, na última sexta-feira (14), foi compartilhado por diversos internautas, que criticavam abertamente nas redes sociais o conteúdo do áudio que nitidamente traz a voz de Eduardo.

Na gravação, o cantor aparece conversando com uma assessora política, que atende pelo nome de Mônica, e pedindo favores às prefeituras de Minas Gerais e até mesmo uma casa ‘’top’’ na cidade turística de Capitólio. Em determinado trecho da conversa, Eduardo Costa declara: ''Eu preciso que as pessoas daí me auxiliem para que eu tenha mais prazer em ajudar a região de Escarpas do Lago, Furnas.

Publicidade

Só que eu preciso muito que essas pessoas me ajudem, me deem auxílio. Se o povo aí das cidades se unissem e combinassem: 'Agora vamos comprar uma casa boa pro Eduardo aqui, vamos dar pra ele um negócio 'top' aqui na região', eles poderiam se unir e todos me ajudar, mas ninguém quer fazer isso (sic).''

Confira a gravação:

Buscando esclarecer o áudio que se tornou polêmico na web, o sertanejo se pronunciou, através de seu perfil oficial no Instagram, nesta última terça-feira (18) e abertamente declarou aos fãs e seguidores: ''Por esse dias divulgaram um áudio que deve ter no mínimo uns três anos. Nele, eu tô falando de Capitólio, cidade do interior de Minas Gerais, onde eu tenho uma casa e onde sempre fui muito bem recebido pelo pelos moradores. Esse áudio teve uma enorme repercussão, pois parece que eu estou cobrando propina ou favores para poder ficar na região (sic).''

Dando continuidade à declaração, Eduardo se justificou: ''Na época eu havia sido procurado para divulgar um loteamento na região mineira e eu disse que eu faria sim, mas o preço giraria em torno de R$ 5 ou R$ 6 milhões ou, então, poderiam me dar uma casa nesse valor. Eu simplesmente cobrei pelo meu trabalho, como qualquer pessoa.'' #Eduardo Costa áudio vazado #namorada Eduardo Costa