Publicidade
Publicidade

A apresentadora Ana Hickmann é um dos maiores nomes da televisão brasileira. Tudo o que ela faz vira assunto no Brasil. A loira decidiu desabafar e falar a respeito de um polêmico assunto. Recentemente, a Justiça decidiu dar prosseguimento ao processo que acusa o seu cunhado de ter matado o fã que a sequestrou. O crime contra a apresentadora da Record TV ocorreu no ano passado, quando ela estava fazendo uma viagem a trabalho na cidade de Belo Horizonte, no estado de Minas Gerais.

'Ele é meu grande herói', diz Ana Hickmann ao defender cunhado de acusação

A apresentadora quebrou o silêncio e disse que o cunhado, Gustavo Henrique Bello Correa, agiu em legítima defesa.

Publicidade

Ela ainda disse que Gustavo é o herói dela. #Ana Hickmann lembrou que, inicialmente, revelou que não iria mais se manifestar com relação às decisões na Justiça. No entanto, que precisava mostrar sua verdade e agradecer às pessoas que estão em uma corrente para defender sua família e pelas mensagens de apoio que ela tem recebido. Segundo Ana Hickmann, Gustavo é tão vítima que nem ela. "É o nosso herói", disse a comunicadora ao falar sobre tudo o que aconteceu.

Ana Hickmann diz que Deus dará todas as respostas após sequestro

Em seguida, a comunicadora disse que tem certeza que o todo poderoso fará justiça. Ana disse que o seu cunhado é muito importante em sua vida. Ela diz que o acusado é seu irmão e o seu grande herói. Em seguida, a comandante do 'Hoje em Dia' disse que estava junto ao familiar para o que desse e viesse.

Publicidade

A comunicadora foi além e disse que está fazendo tudo o que tem que ter feito. Tudo foi dito ao vivo por Ana, que chegou a chorar na transmissão ao vivo feita no Instagram.

A lembrança do sequestro e da mostre de Rodrigo de Pádua

Gustavo acabou atirando contra o sequestrador após ele entrar no quarto de Hickmann, em um hotel em Belo Horizonte. Giovana Oliveira, assessora da apresentadora e mulher de Gustavo, estava no local. Ela chegou a ser ferida pelos disparos que o fã teria efetuado, antes do cunhado de Ana ter o assassinado. Irmão de Alexandre Corrêa, marido da apresentadora, o cunhado de Ana deu três tiros em Rodrigo de Pádua, fã alucinado que fez a invasão.

'Fiz o que tinha que ser feito', diz cunhado de Hickmann

O delegado que apurou o caso, Flávio Grossi, alegou que o cunhado de Ana agiu em legítima defesa. No entanto, o Ministério Público investiga a ação. Gustavo diz que tinha que ter feito e que, do contrário, não teria mantido ele e toda a sua família vivos. #Famosos