A cantora e multi-instrumentista Mayara Amaral foi assassinada. A informação foi confirmada nesta quarta-feira (24) pelo portal de notícias G1. O corpo de Mayara, que era uma exímia musicista, foi encontrado no meio do mato, em um bairro da capital Campo Grande, no Mato Grosso do Sul.

A Polícia Civil do estado diz que a cantora sofreu verdadeiras barbaridades antes de ser assassinada. O relato está chocando amigos e fãs, que utilizaram as redes sociais. "Mayara sempre foi uma pessoa muito boa. Não dá para entender. Logo ela, que não arranjava nenhuma confusão com ninguém", chegou a escrever um amigo na timeline da artista.

Publicidade
Publicidade

Mayara Amaral teve corpo queimado após sessão de marteladas, no Mato Grosso do Sul

Os investigadores informaram que a cantora foi morta em um motel do bairro José Abrão. Ela foi assassinada a golpes de martelo.

A Polícia Civil chocou ao revelar ainda que o #Crime teria sido todo planejado e que o objetivo inicial dos criminosos era apenas roubar a vítima. Os autores do crime foram identificados pelas autoridades como Ronaldo da Silva Onedo, de 30 anos, e Luís Alberto Bastos Barbosa, de 29 anos de idade.

Veja abaixo uma foto da artista antes desse momento trágico:

Homem atraiu artista para encontro amoroso com mais um e depois a matou

A vítima teria se relacionado sexualmente com os dois homens. Inicialmente, Mayara foi atraída para um encontro amoroso com Barbosa.

Publicidade

Depois de o trio ter se relacionado no motel, a cantora foi assassinada com golpes de martelo.

Em seguida, o corpo da profissional da música foi colocado no veículo dela. O cadáver foi transportado para a casa de um terceiro homem, que teria ajudado no crime após a execução de Mayara. Esse criminoso foi identificado como Anderson Pereira, de 31 anos.

Os bandidos, então, dividiram o que a mulher tinha consigo e, após isso, simplesmente, abandonaram o cadáver dela na estrada. O corpo foi encontrado horas depois.

Mayara Amaral ainda foi carbonizada após a morte

Os três homens ainda pretendiam não deixar qualquer vestígio do crime e, segundo a polícia, colocaram fogo no corpo da mulher. As chamas foram colocadas no mato e atingiram apenas uma parte do corpo da artista.

O suspeito Luís Alberto, dos três, é o único que confessou que assassinou a mulher. Ele se defendeu e disse que na data do crime estava fora de si e que acabou cometendo o assassinato. Os outros dois presos, no entanto, revelaram que foi Luís quem planejou todo o crime e que queria matar a cantora. #MayaraAmaral #Investigação Criminal