A campeã do Big Brother Brasil, #Emilly Araújo, causou muitas vezes fora da casa mais vigiada do país. Contudo, a gaúcha que conquistou milhares de fãs e seguidores em suas redes sociais também faz ações dignas do prêmio que ganhou com a ajuda do público.

Emilly conseguiu vencer uma das edições mais polêmicas [VIDEO]do BBB. Perseguida por todos, a gaúcha tinha ao seu lado as pessoas mais importante para vencer o reality global. Os telespectadores apoiaram a irmã gêmea de Mayla desde o início e deram o prêmio de 1,5 milhão de reais para ela.

Uma das fãs que hoje se orgulha em ter votado na campeã é Luciene Santiago, de 47 anos.

Publicidade
Publicidade

A senhora chegou a gastar em ligações mais de R$ 1,2 mil votando na gaúcha. Emilly, desde quando soube do feito da senhora que não tem condições financeiras, fez questão de ajudá-la financeiramente, pagando um tratamento de perda de peso.

Luciene Santiago é moradora de Jacarepaguá, na Zona Oeste do Rio de Janeiro. Recentemente, a dona de casa afirmou em entrevista ao Jornal Extra que é hipertensa e diabética, por isso recebe auxílio de Emilly para comprar seus remédios. "Recentemente sofri um derrame isquêmico e durante seis dias fiquei internada em uma UTI. Não tinha condições de comprar os remédios, estava entre a vida e a morte. Emilly foi anjo pra mim, ela comprou todos os medicamentos necessários, inclusive paga um tratamento para emagrecimento e uma hidroginástica", disse a dona de casa, que teve que perder cerca de 18,6 Kg pois estaria correndo risco de morte.

Publicidade

Emilly sofre críticas da mídia

Emilly sofreu várias críticas da mídia por não ter ajudado Luciene. O que todos não sabiam é que a gaúcha não quis comentar sobre o assunto, já que a ajudava em sigilo. Luciene defende Emilly com unhas e dentes da perseguição da mídia e de outros ex-BBBs.

Ana Paula Renault é uma das ex-sister que mais criticou Emilly. A jornalista, que não tem papas na língua, chegou a chamá-la de patética em uma entrevista ao programa de Luciana Gimenez. "Muita pessoas criticam e acusam Emilly, porém não imaginam como o coração dela é enorme. Eu a considero uma filha e devo minha vida a ela. Sem nunca ter pedido nada, ela me ajudou e hoje eu estou viva", desabafou Luciene.

Vale lembrar que desde o início Luciene afirmou ver em Emilly a sua filha Maria Clara, que faleceu com 19 anos de idade com leucemia, no final de 2016. #bbb17 #Emilly Araújo