Essa novela veio para marcar época daqueles que são dos anos 90 definitivamente. Gravada na Argentina e transmitida no Brasil, estourou de sucesso, completando 20 anos desde o primeiro lançamento.

Alcançando grande público infanto-juvenil, marcava altos picos de audiência no SBT com os personagens mais importantes como Mili (Fernanda Souza), das Chiquititas, Pata, interpretada por Aretha, deixando assim, para trás, as demais programações das emissoras concorrentes no mesmo horário.

Com o passar dos anos e o término da novela infantil, os componentes do elenco seguiram cada um o seu caminho e buscaram novos rumos.

Alguns optaram por uma vida mais tranquila longe das telinhas, enquanto que outros tentaram manter-se na mídia.

Publicidade
Publicidade

Em meio a tantos esforços, a situação não vingou, por exemplo, para o ator Pierre Bittencourt, que é o destaque do nosso artigo hoje.

Como anda a vida do Mosca, de “Chiquititas”

Pierre B. ainda carrega a sombra de seu antigo personagem marcante, o menino e mini galã “#Mosca”, sendo reconhecido por onde passa. Ao longo dos anos, o ator tentou novamente engrenar na carreira, porém, sem sucesso. Realizou muitos testes para novos papéis em novelas, mas nenhum dos testes se adequou ao seu perfil profissional, dando a vaga para outro ator concorrente.

Bittencourt conseguiu um emprego de jornalista no programa TV Fama do canal Rede TV, fazendo algumas matérias festivas, mas que em pouco tempo lhe foi tirado. Recentemente, o ator fez algumas participações em “A praça é Nossa”, do SBT de Silvio S., mas nada que lhe pudesse garantir estabilidade financeira, assim como Fernanda Souza que vivia Mili e entre outros do elenco.

Publicidade

De galã a motorista de ônibus

Nos últimos dias, “Mosca” publicou uma novidade em seu perfil oficial no Facebook dando o relato de que sempre quis ser #motorista de ônibus. A postagem intrigou muitas pessoas e gerou especulações a respeito de sua vida em relação a dificuldades financeiras.

O ex-galã ainda menciona detalhes sobre a sua nova fase e conquista, tornando-se motorista habilitado por lei para conduzir ônibus e micro-ônibus legalmente.

Na sequência, finalizando o relato, Pierre se diz grande admirador dos profissionais que suam a camisa dia e noite dando a vida no transporte público para benefício de sustento de suas famílias.

Gostou? Compartilhe este artigo em sua rede social com as amigas fãs de #Chiquititas!!