Publicidade
Publicidade

#Fiuk, além de cantor, é ator, e atualmente está em uma das novelas mais aclamadas pelo público da Globo, "A Força do Querer [VIDEO]", interpretando o personagem Ruy.

Em uma recente entrevista para o site e revista "Quem", o ator revelou curiosidades de sua vida pessoal, além de uma briga feia que teve com o pai, #Fábio Júnior. Também falou sobre a dificuldade de se firmar como cantor e ator, mesmo sendo filho de quem é. Cabe lembrar que, além de ser filho de um sucesso da música, seu pai também fez sucesso em novelas há alguns anos. Além disso, Fiuk também é irmão de Cleo Pires, atriz da Globo, filha de Glória Pires.

Fiuk revelou que muitos não o levaram a sério

Quando o ator e cantor foi questionado se ser filho de um cantor famoso o ajudou na carreira, ele foi categórico e afirmou que muitos não o levavam a sério.

Publicidade

Ele chegou a optar por não ir a alguns programas, onde ele sabia que apesar do convite, estava indo como o filho de Fábio Júnior e não como o Fiuk. Ele acabou desistindo de ir a vários compromissos e perdendo boas oportunidades por conta disso.

Ainda com 16 anos, ele disse que foi emancipado pelos pais para poder tocar na noite, em bares e boates. Com isso, ele pôde integrar bandas de rock, num mundo onde ele disse que ficou anônimo por um bom tempo.

Em suma, Fiuk concluiu que, no início, mais atrapalhou do que ajudou ser filho de Fábio Júnior.

Cantor ainda revelou que teve uma briga feia com o pai

Tudo começou quando Fiuk tinha apenas 12 anos e foi se aconselhar com o pai famoso sobre como começar sua carreira. Fiuk revelou que foi pedir conselhos de Fábio Júnior sobre como começar a cantar e pegar algumas dicas para que ele pudesse seguir os passos do pai.

Publicidade

Fiuk diz não ter entendido muito bem na época, mas seu pai chegou a ser grosso com ele e disse: 'Se vira moleque'.

A atitude do pai deixou o filho de apenas 12 anos muito frustrado e chateado. Eles ficaram sem se falar por cerca de dois anos, conforme relato do filho. Ainda segundo ele, o sentimento naquele momento era de abandono paterno e muita frustração, além de ter ficado em choque. Entretanto, financeiramente, Fiuk disse que o pai nunca o deixou na mão, apesar dessa confusão. Fiuk ainda completou: "Queria o pai corujão ao meu lado e não tive", disse o ator e cantor.

Hoje Fiuk diz que aquele foi o melhor conselho que já recebeu em toda sua vida e, com isso, aprendeu a andar sozinho, caminhar com as próprias pernas. Fiuk finalizou a entrevista revelando que hoje seu pai é seu melhor amigo.

E você, concorda com a atitude de Fábio Júnior, deixando que o filho aprendesse por si só? Comente!