Na novela “#A Força do Querer”, apresentada pela Rede Globo, a personagem #Ivana, vivida pela atriz Carol Duarte, tem dado o que falar.

Nascida em uma família [VIDEO] tradicional, e com a mãe que é uma socialite, ícone de beleza e feminilidade, Ivana tem mostrado desde o início da trama os conflitos e temores que vivem alguns transgêneros, que nascem com um sexo, mas não se identificam com o próprio corpo.

Até o momento, a identidade de gênero é desconhecida tanto para Ivana quanto para seus familiares. A mãe da garota já pensou inclusive que a filha poderia ser gay, levando em conta apenas seu gosto para se vestir ou se portar, mas nunca nenhum deles pensou que poderia não ter nada a ver com a sexualidade, e sim com identidade do gênero de Ivana.

Publicidade
Publicidade

Mas haverá um momento em que ao conhecer o #Transgênero Tereza Brandt, a personagem Ivana irá compreender tudo que se passa com ela e a partir daí, irá começar seu processo de mudança.

Está prevista para o dia 10 de agosto, a cena em que Ivana conversa com sua psicóloga e fará mais uma descoberta importante. Ela vai entender que apesar de se identificar como homem, ela sentirá desejos por outros homens, o que a tornará um transgênero gay.

A psicóloga irá explicar a ela que embora a sociedade, ainda por ignorância e pela complexidade do assunto, confunda muito a questão sexual com a identidade de gênero de cada individuo, mas que isso não tem nada a ver.

Resolvida a assumir totalmente a nova identidade, a filha de Joyce e Eugênio começa a fazer pesquisas sobre hormônios masculinos para apressarem sua transição de sexo, e ela começará a fazer uso das substâncias sem o devido acompanhamento de um profissional capacitado, que seria um médico endocrinologista.

Publicidade

A sua prima Simone, que sempre a apoiou, irá adverti-la de que esse tipo de medicamento precisa ser tomado com o conhecimento e acompanhamento do médico, pois pode ser prejudicial à saúde.

Mas, na ansiedade de ver as primeiras mudanças, Ivana não irá ouvir a prima e vai fazer a primeira aplicação de injeção contendo hormônios masculinos, sozinha e sem supervisão médica.

Depois de se injetar ela irá para frente do espelho e começará a pensar em tudo que já viveu ate ali e dirá que, apesar de não perceber nenhuma mudança, ela já se sente diferente, mas ao lembrar-se do namorado Claudio, ela que ainda sentirá desejo por ele, vai dizer: “Eu sou gay”.

O tema vem despertando a atenção de muitas pessoas e vários homens e mulheres trans se dizem felizes com a repercussão do personagem e a discussão do assunto, pois a informação é sempre uma forma de combater o preconceito.