Não é de hoje que se sabe que existe preconceito contra homossexuais no futebol. Muitas pessoas já falaram sobre o assunto, mas poucas tiveram coragem de realmente mostrar a cara, afinal, sabiam que poderiam ter a carreira interrompida por conta da polêmica. No entanto, existem muitos jogadores gays ou bissexuais que atuam nos mais diversos times do país. Nessa quarta-feira, o site 'RD1 Audiência', por exemplo, repercutiu uma informação que chocou muita gente. Jogadores do Sport Clube Gaúcho, um dos mais conhecidos times do estado do Rio Grande do Sul, acabaram sendo flagrados em um vídeo libidinoso.

Jogadores do Sport Clube Gaúcho são demitidos após ato sexual no vestiário

Imagens que vazaram na internet mostram um momento que um dos jogadores do #Sport Clube Gaúcho, utilizando apenas um sunga, faz carinhos íntimos em dois dos seus companheiros.

Publicidade
Publicidade

Ele, inclusive, saberia que estava sendo filmado e até sorri para as câmeras. Tudo acontece no vestiário, com os jogadores ainda ensaboados. Apenas o rosto do jogador abaixado e que pratica os atos íntimos nos outros dois é mostrado. Os três, nos entanto, foram demitidos pelo ato íntimo estar sendo realizando em local inadequado. Segundo a diretoria, eles estariam "arranhando" a imagem do clube.

Vídeo de jogadores do Sul em 'farra' no banho faz sucesso online

O vídeo acabou fazendo o maior sucesso na internet. Ele começou a circular ainda no fim de semana e exibe os jogadores fazendo toda a brincadeira. Além do vídeo principal, ainda há fotos que mostram outros momentos da farra no vestiário. O vídeo pode ser achado facilmente em alguns sites de conteúdo adulto e tem gente que está julgando a demissão e falando que ela apenas aconteceu por preconceito.

Publicidade

Presidente do Sport Clube Gaúcho nega preconceito e diz que situação ficou impossível

Além dos três jogadores que aparecem no vídeo, o quarto, que grava a cena picante com o celular, acabou sendo demitido. Em entrevista ao UOL #Esporte, Gilmar Rosso, presidente do clube, falou sobre a demissão dos quatro jogadores do Sport Clube Gaúcho. O presidente disse que a gravação foi feita fora do horário de expediente e disse que o Gaúcho não tem preconceito com ninguém, seja de raça, cor e qualquer outra coisa”, mas que a permanência deles seria inviável. “Imagina quando eles entrassem em campo, o que eles iam ouvir!”, argumentou Gilmar Rosso. #Famosos