Considerada por muitos jovens e adolescentes, uma das melhores bandas de pop rock já formadas no Brasil, a banda Twister influenciou gerações e até hoje é lembrada por seus diversos sucessos que embalaram os anos 90 e início dos 2000.

Inicialmente composta pelos músicos #Sander Mecca, Leo Richter, Luciano Lucca, Gilson Campos e Alex Bandera, a banda estourou em 1999 e era presença fixa nas paradas de sucesso das maiores rádios do país. Em 2000, o álbum intitulado 'Twister' vendeu mais de 250 mil cópias, ostentando a música '40 graus', como a 67ª canção mais tocada no Brasil naquele ano.

Muito visados e no auge da fama, o grupo, que por diversas vezes havia sofrido com os desentendimentos internos e constantes entre os integrantes, viu o sucesso do Twister desmoronar em 2002 com o fechamento da gravadora Abril Music, responsável pela produção artística das mídias da banda, bem como pela prisão do líder e vocalista, Sander Mecca envolvido com o tráfico de drogas.

Publicidade
Publicidade

Mais de 10 anos se passaram e em 2013 os ex-componentes tentaram reerguer a banda, lançando o single 'Pé na Estrada', porém a tentativa de voltar às paradas de sucesso e emplacar com a Twister foi frustrada e novamente eles se separam, seguindo caminhos profissionais distintos.

Luciano Lucca, que desistiu totalmente da carreira musical, ganha a vida se dividindo entre os estúdios fotográficos onde atua como fotógrafo e seu salão de beleza, onde ele faz questão de atender pessoalmente seus clientes e fãs da época da banda.

Leo Richter, segue na carreira artística e hoje em dia viaja todo o Brasil como baixista e produtor do funkeiro, MC Gui.

Gilson Campos continua no meio musical e atualmente em seu quinto CD solo, ele se dedica à música gospel.

Alex Bandera optou por seguir na música, porém mudou totalmente de ritmo.

Publicidade

Agora como cantor de black music, ele compõe juntamente com os cantores Marcelinho Maioral e Rocha MX o grupo 'Favela S/A'.

Sander Mecca

O rosto mais popular da ex-banda de pop rock nacional 'Twister' estampou além de capas de CD's, as páginas policiais do ano de 2012.

Acusado de tráfico de drogas, Sander, que na época tinha recém completado 19 anos, foi preso em flagrante sob posse de 10 comprimidos de LSD e 10 comprimidos de ecstasy. Condenado a uma pena de 1 ano e 9 meses de reclusão em uma penitenciária de São Paulo, o músico viveu os piores dias de sua vida.

Atualmente livre do vício das drogas e do álcool, o ex-Twister se apresenta nas ruas, nos metrôs e nos trens da capital paulista. Vivendo no anonimato, uma apresentação do cantor foi flagrada, gravada e compartilhada publicamente pelo produtor musical e DJ, Fernando Telles em seu perfil no Instagram. Na publicação, que recebeu a legenda: ''Toquei muito a música desse cara aí na rádio. Hoje peguei o metrô aqui em Sampa e ele estava lá tocando, quase irreconhecível. Ele é o Sander, vocalista do grupo Twister que fez um enorme sucesso no início dos anos 2000''. #bandas 1990