Chester Bennington [VIDEO], vocalista da banda Linkin Park, que fez sucesso nos anos 2000, levando fãs à loucura com um dos gritos mais afinados da história da música, se suicidou.

A carreira do cantor foi meteórica no início dos anos 2000 e hoje não estava mais como antes, mas, mesmo assim, ainda arrastava fãs por onde a banda passava.

De acordo com o site TMZ, o roqueiro se matou na sua própria casa, que fica em Palos Verdes Estates, no estado da Califórnia, Estados Unidos. O corpo foi achado nesta quinta-feira, 20, próximo às 9 horas (horário local). O cantor deixa uma mulher e seis filhos.

A luta de Chester contra o álcool e as drogas

Chester resistia a uma longa briga contra o álcool e as drogas.

Publicidade
Publicidade

No ano passado, o cantor disse em uma entrevista que o suicídio já tinha passado pela sua cabeça. A causa, segundo ele, teria sido um abuso sexual que sofreu de um homem bem mais velho.

Ainda de acordo com o TMZ, Chester também era bastante próximo ao vocalista da antiga banda Audioslave, Chris Cornell, que também se suicidou. Chris se matou no mês de maio, também por enforcamento.

Os maiores sucessos da banda nos anos 2000

Chester, juntamente com a banda Linkin Park, teve seu apogeu logo no início dos anos 2000, com os discos "Meteora" e "Hybrid Theory". Naquele período, a banda apresentou um estilo de música que misturava metal, rap e rock, fazendo grande sucesso com as músicas "Numb", "In the End", "Crawling" e "Faint".

O grupo foi premiado com dois Grammy: pela performance da música "Crawling" e pelo single "Numb/Encore" (gravado em colaboração com o rapper Jay-Z em 2004) do álbum "Collision Course".

Publicidade

Atualmente, o grupo tinha acabado de lançar o álbum "One More Light", colocado à venda nas lojas em maio deste ano. Além disso, a banda estava com a agenda cheia até outubro deste ano.

Reação de Chester na época da morte de Cornell

Na época da morte do cantor da extinta Audioslave, a repercussão entre os #Famosos foi gigantesca. E muitos músicos mandaram condolências para a família do cantor. Mas o mais emocionante e que ganhou muita repercussão foi a carta escrita por Chester.

Em um dos trechos, o cantor do Linkin Park disse que tinha sonhado com os Beatles naquela noite da morte de Chris. E que, quando despertou do sono, sua esposa estava com um olhar sombrio na face. E foi aí que ele soube da morte do cantor Chris Cornell, seu amigo. Chester afirmou que então não aguentou mais e começou a chorar. #Chester Bennington