Publicidade
Publicidade
3

O teatro e o #Cinema norte-americano perderam, no último domingo, um de seus nomes mais importantes: o #Ator Sam Shepard. Dramaturgo e ator, Sam tinha 73 anos e sofria de esclerose lateral amiotrófica há alguns anos. Sam Shepard ganhou ganhou prêmios importantes da indústria cultural e de entretenimento americano, como o Pulitzer, em 1979, pela peça Burried Child", e já foi indicado ao Oscar de ator coadjuvante pelo filme "Os Eleitos - Onde o futuro começa", dirigido por Philip Kaufman, em 1983.

Parcerias dentro e fora das telas

Sam Shepard sempre foi conhecido pelo seu trabalho no teatro, mais precisamente nas peças Off Broadway (peças que fogem do circuito dos musicais super badalados).

Publicidade

Ao todo, escreveu 50 peças de teatro, mas foi no cinema que o seu trabalho tornou-se conhecido no mundo todo. A indicação ao Oscar em 1983 abriu portas para que o dramaturgo se tornasse roteirista e diretor de seus filmes. Roteirizou cinco filmes, dentre ele o badalado "Paris, Texas", de 1984.

Com Julia Roberts, teve um dos seus trabalhos mais marcantes - como pai da então jovem e desconhecida atriz - no filme "Flores de Aço" (Steel Magnolias), de 1986. O filme lançou Julia Roberts em sua primeira indicação ao Oscar de atriz coadjuvante.

O dois viriam a se encontrar em outros trabalhos, como no sucesso dos anos 1990 - o suspense baseado do livro de John Grishman - "O Dossiê Pelicano", filme dirigido por Alan J. e estrelado também por Denzel Washington. Pakula arrecadou mais de 190 milhões de dólares pelo mundo.

Publicidade

A última vez que os dois se encontraram no cinema foi no mais recente "Álbum de Família". No longa estrelado por Meryl Streep, Sam Shepard foi novamente pai de Julia Roberts e, coincidentemente, a atriz também foi indicada ao Oscar de coadjuvante pelo papel.

Uma outra estrela de Hollywood que dividiu muitas vezes a tela com Shepard, ao todo foram cinco vezes, foi Jessica Lange. Eles trabalharam juntos nos longas "Frances" (1982), "Minha Terra, minha vida" (1984), "Crimes do Coração" (1986), "A Casa de Kate é um Caso" (1988) e "Estrela Solitária" (2005).

Porém, foi na vida que os dois fizeram a maior parceria, os atores foram casados por quase trinta anos, de 1982 a 2010 e tiveram dois filhos, Hannah e Walker.

Últimos trabalhos

Shepard participou, como ator, da série "Bloodline", do serviço de streaming Netflix. No cinema, suas últimas participações foram nos longas "Destino especial", do ano passado; "In the Dubious Battle", dirigido pelo ator James Franco e no filme a ser lançado no Festival de Los Angeles, "Never Here". #Morte